VEJA PARTICIPAÇÃO DE CLAUDIA LOBO, AUTORA DE “COMIDA DE CRIANÇA”, NO PROGRAMA HOJE EM DIA, DA TV RECORD

A nutricionista Claudia Lobo, autora do livro Comida de criança (MG Editores), participou do programa Hoje em Dia, da TV Record, no dia 12 de fevereiro. Na entrevista, ela dá dicas de como preparar uma alimentação saudável para as crianças, com pratos atrativos. Assista abaixo à reportagem na íntegra  (a participação da autora acontece no minuto 23:13).

…………

Uma forma de começar a mudança dos hábitos alimentares já no início do ano é aprender a preparar uma lancheira saudável. Para ser prática, rápida, eficiente, gostosa e saudável, ela não precisa conter uma refeição completa, isso se faz em casa, no café da manhã, almoço e jantar. “Essas são as refeições principais e devem ser caprichadas; os lanches são simples complementos, embora também precisem ser saudáveis”, afirma Claudia.

50066Claudia apresenta no livro 50 receitas nutritivas, ricamente ilustradas, para ajudar pais e responsáveis a levar à mesa alternativas práticas, econômicas, nutritivas e muito saborosas de refeições para as crianças e para toda a família.

Na obra – que ficou entre os finalistas ao Jabuti, na categoria gastronomia, em 2010 -, ela também explica que quem prepara a lista de compras precisa se convencer de que o cardápio ideal requer dedicação além da observação do prazo de validade dos alimentos. Começando por pequenos truques como convidar a criança para ajudar na elaboração do prato, as mudanças podem ser mais radicais, principalmente na hora da compra, quando se dever estar atento para evitar “pegadinhas” das promoções e da praticidade disfarçando os industrializados.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro//Comida+de+crian%C3%A7a

 

FERNANDA CARLOS BORGES NO PROGRAMA ROBERTO JUSTUS+

O programa Roberto Justus+, da TV Record, teve a participação em vídeo da filósofa Fernanda Carlos Borges, autora do livro A filosofia do jeito – Um modo brasileiro de pensar com o corpo (Summus Editorial). O programa, que foi ao ar no começo desta madrugada, discutiu o famoso “jeitinho brasileiro”. Assista na íntegra:

Quando se fala em “jeitinho brasileiro”, logo vem à mente a figura de alguém que deseja levar vantagem em tudo, certo? Errado. Essa visão negativa da expressão, por anos difundida pelos meios de comunicação, não reflete o verdadeiro valor desse comportamento tipicamente brasileiro. Segundo Fernanda, o nosso jeito é uma contribuição inestimável à civilização. No livro, ela parte de abordagens filosóficas, socioculturais e cognitivas, para compreender o “jeitinho brasileiro”. Nesse percurso, analisa a relação entre o corpo e os mecanismos da consciência e da comunicação, fazendo uma ponte com pensadores como Wilhelm Reich e Oswald de Andrade.

“As instituições modernas europeias supervalorizam a instância ideal. Nelas, a regra nunca pode ser questionada. Por isso somos tão criticados. O jeito brasileiro afronta a norma, pois na cultura popular a necessidade humana tem mais valor”, afirma Fernanda. Para muitos, entretanto, o jeito brasileiro impede a modernização e o crescimento. “É como se esse comportamento fosse um ranço primitivo tolhendo o nosso avanço. Mas, na verdade, criamos um novo modo de vida, mais afetiva”, diz.

O jeito e o modo como o corpo existe, pensa e se comunica implicam a inteligência comprometida com a imprevisibilidade e a novidade. O jeitinho brasileiro, portanto, é a afirmação cultural da condição existencial do jeito. A capacidade de transformação do corpo é muito maior do que a das instituições e resulta em uma condição radicalmente participativa. “Sem forma pronta, o corpo é um fazedor contínuo de cultura”, explica Fernanda.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/972/Filosofia+do+jeito,+A