REVISTA VIVA SAÚDE DESTACA O LIVRO “MEDICINA E MEDITAÇÃO”

A edição de março da revista Viva Saúde deu destaque para o livro Medicina e meditação (MG Editores), do médico Roberto Cardoso. A reportagem, intitulada “Acalme a mente com a meditação”, afirma que pesquisas científicas comprovam que a meditação combate diversas doenças físicas e mentais. Clique para saber mais sobre o livroEm seu livro, Cardoso mostra com precisão várias técnicas de meditação e os seus benefícios para a saúde. Sem qualquer orientação religiosa, filosófica ou moral, trata-se de uma obra para ler, aprender e praticar. Leia reportagem: http://goo.gl/Bm4qz

Em terceira edição revista e atualizada, a obra revela que a meditação é acessível mesmo àqueles que não querem praticar rituais para aprendê-la. Grande pesquisador do assunto, o autor explica os benefícios da prática e ensina, em linguagem direta e envolvente, diversos tipos de meditação que podem ser aplicados no dia a dia.

Embasada em pesquisas de ponta, a obra já conquistou projeção internacional e tem sido fonte para elaboração de teses de pós-graduação e artigos científicos em vários países. “A definição operacional da meditação ganhou o mundo”, complementa o autor. Dirigida tanto às pessoas que já praticam alguma forma de meditação como àquelas que gostariam de conhecer melhor o tema, a nova edição traz novidades científicas e amplia as técnicas meditativas. Estudioso e praticante do método há mais de trinta  anos, Cardoso conta tudo que aprendeu; alia conhecimentos teóricos, prazer pessoal e experiência didática, tratando a meditação como um tema de saúde e apresentando os benefícios do método.

Com base em estudos e artigos publicados, o autor explica o que é meditação e o bem que faz à saúde, além de ensinar várias técnicas, incluindo as melhores posições para a prática, os cuidados com a respiração e as dificuldades iniciais. Explica, ainda, os efeitos psicofísicos da

meditação e seus possíveis usos terapêuticos. Além disso, apresenta a alternativa de meditar caminhando para aqueles que não conseguem se imaginar sentados, imóveis.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/detalhes_livro.php?produto_id=1248

FOLHA DESTACA O LIVRO “COMO FAZER DOCUMENTÁRIOS”

O caderno Ilustrada, publicado pela da Folha de S.Paulo no sábado, dia 3 de março, deu destaque para o livro Como fazer documentários (Summus Editorial). Na obra, o roteirista, documentarista e professor universitário Luiz Carlos Lucena faz uma reflexão sobre a evolução da produção de documentários, oferece ferramentas para sua produção e se consolida como obra de referência para estudantes de cinema, rádio e TV, jornalismo e design e para os interessados pela temática audiovisual. Veja a nota: http://goo.gl/jxeKT

Clique aqui para saber mais sobre este livroDe forma didática e aprofundada ele mescla, em 14 capítulos, história e técnica, dicas práticas e informação de ponta. Partindo de uma reflexão histórica sobre o gênero, Lucena afirma: “O documentário fala de forma direta, nos faz prestar atenção, trata quase sempre do mundo real, nos obriga a tomar posições.”

Nos capítulos iniciais, o autor fala sobre a linguagem do documentário, as ideias para compor o roteiro, a sinopse e o argumento, ou seja, a espinha dorsal na qual o filme se baseará. Em seguida aborda o roteiro, a entrevista no documentário e a forma de trabalhar com a câmera para obter planos e enquadramentos adequados.

O som direto e a imagem digital também fazem parte das reflexões de Lucena sobre a realidade atual, bem como a importância da boa edição – que hoje é feita de forma não linear e tem na manipulação de imagens sua principal ferramenta.

Por fim, Lucena dá dicas práticas para a divulgação de documentários na internet. “A rede é hoje um repositório de filmes profissionais e amadores de todo o mundo; por meio dela, seu vídeo poderá ser visto por pessoas nos quatro cantos do planeta. Mas isso dependerá da qualidade ou interesse do trabalho e do seu esforço em divulgá-lo”, explica.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/detalhes_livro.php?produto_id=1293

RÁDIO CBN ENTREVISTA AUTOR DO LIVRO “DESAFIOS NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR”

O programa Show da Notícia, da rádio CBN, entrevista neste sábado, dia 3 de março, às 19h15, o educador Ruy Cezar do Espírito Santo, que acaba de lançar o livro Desafios na formação do educador, pela Clique aqui e saiba mais sobre este livroEditora Ágora. A obra traz reflexões atuais sobre a formação docente no Brasil e oferece ideias para que os educadores vençam desafios e trilhem caminhos baseados na autorrealização e na disseminação de valores em sala de aula.

Ouça a entrevista na freqüência 90,5 FM e 780 AM em São Paulo e na rede afiliada espalhada pelo Brasil ou pela internet: www.cbn.com.br

No livro, o autor explicita os valores que, de acordo com seus mais de 40 anos de experiência na área, devem nortear a educação em todos os níveis. Combativo, Ruy denuncia o conhecimento bancário apontado por Paulo Freire como grande obstáculo à formação de seres humanos éticos e críticos.

Ao longo de 21 capítulos, Ruy aborda temas como a relação professor-aluno, a questão da tecnologia em sala de aula, a importância do ensino de artes e a ligação vital entre escola e comunidade. Para o autor, “não basta um especialista ou um diplomado em determinada área para que conteúdos sejam trazidos para a sala de aula. Cada um de nós tem um potencial criador a ser despertado pelo verdadeiro educador, nas distintas áreas do conhecimento”.

Um dos maiores problemas apontados por Ruy na educação brasileira é a mera reprodução de conteúdos, sem que os alunos questionem os porquês de determinado assunto ou matéria. Além disso, a falta de vínculos afetivos entre professores e alunos constitui, segundo o autor, um grave problema. “O educador precisa olhar nos olhos de seus alunos. A disciplina é apenas o pretexto, a ponte entre o aluno e o saber maior. Por isso se torna premente a formação de professores para torná-los educadores”, acredita.

Para saber mais sobre o livro, acesse: http://www.gruposummus.com.br/detalhes_livro.php?produto_id=1292

FOLHA DESTACA O LIVRO “COMO FAZER DOCUMENTÁRIOS”

O caderno Ilustrada, publicado pela d Folha de S.Paulo no sábado, dia 3 de março, deu destaque para o livro Como fazer documentários (Summus Editorial). Na obra, o roteirista, documentarista e professor universitário Luiz Carlos Lucena faz uma reflexão sobre a evolução da produção de documentários, oferece ferramentas para sua produção e se consolida como obra de referência para estudantes de cinema, rádio e TV, jornalismo e design e para os interessados pela temática audiovisual. Veja a nota: http://goo.gl/jxeKT

De forma didática e aprofundada ele mescla, em 14 capítulos, história e técnica, dicas práticas e informação de ponta. Partindo de uma reflexão histórica sobre o gênero, Lucena afirma: “O documentário fala de forma direta, nos faz prestar atenção, trata quase sempre do mundo real, nos obriga a tomar posições.”

Nos capítulos iniciais, o autor fala sobre a linguagem do documentário, as ideias para compor o roteiro, a sinopse e o argumento, ou seja, a espinha dorsal na qual o filme se baseará. Em seguida aborda o roteiro, a entrevista no documentário e a forma de trabalhar com a câmera para obter planos e enquadramentos adequados.

O som direto e a imagem digital também fazem parte das reflexões de Lucena sobre a realidade atual, bem como a importância da boa edição – que hoje é feita de forma não linear e tem na manipulação de imagens sua principal ferramenta.

Por fim, Lucena dá dicas práticas para a divulgação de documentários na internet. “A rede é hoje um repositório de filmes profissionais e amadores de todo o mundo; por meio dela, seu vídeo poderá ser visto por pessoas nos quatro cantos do planeta. Mas isso dependerá da qualidade ou interesse do trabalho e do seu esforço em divulgá-lo”, explica.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/detalhes_livro.php?produto_id=1293