UM EDITOR EM BUSCA DE NICHOS

O jornal Valor Econômico publicou nessa segunda-feira, 30 de junho, ampla reportagem com o diretor do Grupo Summus, Raul Wassermann, no caderno Eu&Cultura. Na entrevista, Raul conta a história de editora que há quarenta anos investe em “long-sellers” para um público segmentado e fiel. Leia a íntegra: http://goo.gl/OupABX

Fundada em 1974, a Summus Editorial sempre se caracterizou por uma postura de ousadia e pioneirismo, que se reflete claramente na sua temática inovadora e diversificada – psicologia, corpo e comportamento, saúde, educação, comunicação, minorias, administração, recursos humanos e atualidades. Em todas as áreas, o Grupo Summus investe na publicação de práticas e conceitos contemporâneos e atualizados, buscando o equilíbrio entre as ideias renovadoras, não-conformistas, e a reafirmação de valores sólidos e consistentes.

O Grupo Editorial Summus reúne sete selos – Summus Editorial, Editora Ágora, Edições GLS, Selo Negro Edições, Plexus Editora, MG Editores e Mescla Editorial – e iniciativas que fizeram história no mercado editorial.

logo summusLogo_Agoralogo_glslogo_selo_negrologo mglogo plexusMESCLA 1

Acesse o site www.gruposummus.com.br para conhecer todos os livros da editora.

RÁDIO CBN ENTREVISTA A TERAPEUTA GINA ROSS

A terapeuta americana Gina Ross, que lançou recentemente o livro Do trauma à cura (Summus Editorial), foi entrevistada pela apresentadora Andrea Ferreira, do programa CBN Madrugada, rádio CBN, no dia 12 de junho. Acompanhe a entrevista:

 

O trauma não resolvido pode ter um impacto avassalador na vida das pessoas, deixando como consequência um imenso sofrimento físico e mental e prejudicando sua capacidade de atuar em casa, no trabalho e no mundo. São tantos os sintomas diferentes que o trauma é misterioso para a maioria das pessoas: difícil de compreender, de ser reconhecido e curado.

A Experiência Somática, linha de terapia corpo/mente criada por Peter Levine, costumava ficar restrita ao âmbito dos profissionais que a aplicavam em seus pacientes. 10942No livro Do trauma à cura, o objetivo é difundir a técnica, deixando-a acessível ao público leigo. Gina Ross, que segue os passos de Levine, apresenta em sua obra conceitos fundamentais para compreender e superar todo o tipo de trauma, como acidentes, violência e desastres naturais, entre outros.

Partindo da ideia de que a sensopercepção – modo como às pessoas vivenciam corporalmente as sensações – pode ser treinada, a autora criou um guia que permite a qualquer pessoa identificar sensações ruins e transformá-las em emoções saudáveis. “É possível obter benefícios imediatos e até perceber uma mudança instantânea, mas, assim como nas dietas e nos programas de exercícios físicos, o impacto permanente vem quando a pessoa se compromete com a sua aplicação constante”, explica a terapeuta. Segundo ela, a força da Experiência Somática está na sua elegante simplicidade de reconhecer e estimular a capacidade natural do corpo para a autocura do estresse e do trauma, e em sua delicadeza e compaixão.

Na sua avaliação, o método funciona para uma ampla variedade de pessoas, de diferentes culturas, para problemas distintos e para experiências traumáticas muito diversas. “Na medida em que entramos no mundo obscuro do trauma, descobrimos o fluxo natural de cura e de transformação disponível para nós, a linguagem universal da dor e da cura, e tocamos nossa humanidade e a dos outros”, afirma a autora.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1373/DO+TRAUMA+%C3%80+CURA

 

DIFICULDADE DE DIZER ‘NÃO’ ESTÁ LIGADA À NECESSIDADE DE AGRADAR

O site UOL publicou ampla matéria sobre a dificuldade que as pessoas têm de dizer “não”. A reportagem entrevistou a psicóloga Maria de Melo, autora do livro A coragem de crescer (Editora Ágora). Segundo ela, quando falamos um não, “sentimos que falhamos nesse projeto maluco de sempre agradar”. Leia a matéria na íntegra: http://goo.gl/sJSrpf

20115O caminho da evolução pessoal nem sempre é suave, mas pode ser amenizado com instrumentos como o autoconhecimento, a intuição e a capacidade de superar dificuldades. O grande dilema é: como acessar e utilizar essas ferramentas no cotidiano? No livro, Maria de Melo se dirige àqueles que buscam entender melhor a si mesmos e aos que os cercam, usando principalmente os sonhos para despertar a consciência de cada um.

Não se trata, porém, de um livro de autoajuda – no sentido mais superficial do termo. A ideia é nos fazer enxergar nossas fontes de energia, nossos talentos únicos. Mostrando que nem sempre a racionalidade e a lógica são as respostas, a autora utiliza os sonhos como um canal de comunicação intuitivo e natural. Segundo ela, ao nos revelar a linguagem do psiquismo, os sonhos iluminam não apenas os dilemas ou as oportunidades que atravessamos no momento, mas também a forma como nossa alma encara essas situações. “Nos sonhos estão refletidos os lados mais intrincados da vida e também os caminhos mais valiosos para uma consciência maior do que se passa”, diz a psicoterapeuta.

Dividida em quatro partes, a obra pretende compor esse mutirão de esperança na criação de um novo campo de transformação emocional. “Os sonhos são bússolas sensíveis que apontam constantemente a direção que estamos tomando, na vida pessoal e no planeta. Também podem revelar com muita antecedência o padrão de funcionamento que nos levará a adoecer, sugerindo como mudá-lo. Assim, temos de aprender a entendê-los, conhecer seus códigos de acesso”, afirma a autora nos capítulos em que demonstra como se tornar um bom sonhador.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1336/Coragem+de+crescer,+A

 

PSICÓLOGA DORA LORCH FALA SOBRE A LEI DA PALMADA NA RÁDIO CBN.

Em entrevista ao programa CBN Madrugada, da rádio CBN, a psicóloga Dora Lorch, autora do livro Como educar sem usar a violência, comentou a aprovação da Lei da Palmada. Aprovada pelo Senado no início de junho, a lei, que pune castigos que resultem em sofrimento físico a criança, aguarda sanção da presidente Dilma Rousseff.

Ouça abaixo a entrevista:

 

10272Em seu livro, Dora propõe aos adultos aumentar o conhecimento e a compreensão em relação às crianças sob sua responsabilidade, estimulando uma nova postura na qual não haja espaço para os castigos violentos. Na obra, ela usa a psicologia para falar de birra, medo, mentira, vergonha e brincadeira e apresenta um singelo manual de boas maneiras – para pais e educadores.

Dora parte do princípio de que para lidar com crianças é preciso compreendê-las, saber o que se pode esperar delas, o que faz parte do seu desenvolvimento. A ideia é que, de posse desses conhecimentos, o adulto consiga escolher a forma mais adequada de agir e seja bem-sucedido na tarefa cotidiana de educar sem recorrer a qualquer tipo de violência, física ou verbal.

“Eu gostaria que o livro fosse como uma conversa entre amigas. Uma conversa sobre limites. Todos sabem que os limites são necessários, mas como colocá-los de fato, na prática?”, questiona Dora. No livro, ela traça algumas regras, mostra caminhos e utiliza um sem-número de exemplos, sempre muito pertinentes. O objetivo, diz ela, não é apresentar fórmulas prontas, mas mostrar princípios norteadores que permitam aos educadores em geral formar indivíduos confiantes e plenos de respeito pelo outro e pela vida.

Segundo a psicóloga, a pressão sofrida pelas crianças atualmente é enorme. “Pais e educadores exigem dos pequenos o rendimento máximo, na esperança de prepará-los para uma vida mais feliz e vitoriosa. O excesso de expectativas, contudo, acaba se traduzindo por um elevado nível de ansiedade, o que gera uma série de mal-entendidos — facilmente transformados em impaciência, conflito e violência”, diz Dora.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1052/Como+educar+sem+usar+a+viol%C3%AAncia

 

OUÇA ENTREVISTA DA TERAPEUTA AMERICANA GINA ROSS PARA A RÁDIO NACIONAL

A terapeuta americana Gina Ross, que lançou recentemente o livro Do trauma à cura (Summus Editorial), foi entrevistada pela apresentadora Luiza Inez Vilela no programa Cotidiano, da Rádio Nacional de Brasília. Acesse o link para ouvir a entrevista: http://goo.gl/ZN0hTP

10942O trauma não resolvido pode ter um impacto avassalador na vida das pessoas, deixando como consequência um imenso sofrimento físico e mental e prejudicando sua capacidade de atuar em casa, no trabalho e no mundo. São tantos os sintomas diferentes que o trauma é misterioso para a maioria das pessoas: difícil de compreender, de ser reconhecido e curado.

A Experiência Somática, linha de terapia corpo/mente criada por Peter Levine, costumava ficar restrita ao âmbito dos profissionais que a aplicavam em seus pacientes. No livro Do trauma à cura, o objetivo é difundir a técnica, deixando-a acessível ao público leigo. Gina Ross, que segue os passos de Levine, apresenta em sua obra conceitos fundamentais para compreender e superar todo o tipo de trauma, como acidentes, violência e desastres naturais, entre outros.

Partindo da ideia de que a sensopercepção – modo como às pessoas vivenciam corporalmente as sensações – pode ser treinada, a autora criou um guia que permite a qualquer pessoa identificar sensações ruins e transformá-las em emoções saudáveis. “É possível obter benefícios imediatos e até perceber uma mudança instantânea, mas, assim como nas dietas e nos programas de exercícios físicos, o impacto permanente vem quando a pessoa se compromete com a sua aplicação constante”, explica a terapeuta. Segundo ela, a força da Experiência Somática está na sua elegante simplicidade de reconhecer e estimular a capacidade natural do corpo para a autocura do estresse e do trauma, e em sua delicadeza e compaixão.

Na sua avaliação, o método funciona para uma ampla variedade de pessoas, de diferentes culturas, para problemas distintos e para experiências traumáticas muito diversas. “Na medida em que entramos no mundo obscuro do trauma, descobrimos o fluxo natural de cura e de transformação disponível para nós, a linguagem universal da dor e da cura, e tocamos nossa humanidade e a dos outros”, afirma a autora.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1373/DO+TRAUMA+%C3%80+CURA

FOLHA DE S.PAULO SUGERE A LEITURA DO LIVRO “NOVO MANUAL DE MARKETING POLÍTICO”

O caderno Mercado, da Folha de S.Paulo, deu destaque para o lançamento do livro Novo manual de Marketing Político (Summus Editorial), no sábado, dia 21 de junho. Escrito por Gaudêncio Torquato, um dos maiores especialistas brasileiros em marketing político, o livro reúne todas as informações necessárias para fazer boas campanhas eleitorais e para compreendê-las. Uma leitura imprescindível em ano de eleições. Veja a nota: http://goo.gl/KAQjUJ 

10957O que está por trás de uma campanha eleitoral bem-sucedida? A questão, que ronda a cabeça de políticos e assessores, não tem resposta simples. Uma coisa, no entanto, é certa: sem marketing político bem aplicado dificilmente um candidato alcança a vitória. No livro, Torquato oferece uma oportunidade única de conhecer, passo a passo, os meandros desse universo. Com lições fundamentais, reflexões e roteiros práticos, ele dá uma aula magna sobre como usar as ferramentas adequadas para conquistar o eleitor.

Atuando na esfera acadêmica e no universo da política há mais de 30 anos, Torquato se credenciou como ninguém para falar de marketing político. Professor, pesquisador, jornalista e consultor, foi pioneiro nos estudos brasileiros de comunicação organizacional, marketing institucional e político, tendo escrito as primeiras obras sobre o tema no país. Também coordenou e operou campanhas políticas majoritárias (governos de estados e prefeituras) e proporcionais em diversas regiões.

A obra foi dividida em quatro partes: “Curso de marketing político – noções básicas”; “Condições, vetores e atores das campanhas”, “O Estado da nação”, e “Pequeno abecedário do marketing”. Temas como marketing de governantes e parlamentares, gestão de crises, o marketing no Estado-Espetáculo e os avanços e mudanças ocorridos na última década são amplamente abordados. Torquato também traça o perfil do bom candidato e analisa tendências que se sobressairão nas próximas campanhas.

O conteúdo, organizado de forma didática e direta, deve servir como material de apoio para todas as campanhas eleitorais, a começar pela de 2014. “Uma boa campanha eleitoral deve ser planejada com base em cinco eixos: pesquisa, discurso, comunicação, articulação e mobilização. O livro descreve cada um desses tópicos, mostrando as ênfases dadas às campanhas contemporâneas e as mudanças que ocorrem nos ciclos eleitorais”, diz Torquato.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1377/Novo+manual+de+marketing+pol%C3%ADtico

 

IMUNIZAÇÃO ANTES DA COPA

Em entrevista concedida ao Programa Cotidiano, da Rádio Nacional de Brasília, o pediatra Sylvio Renan explica os motivos para nos preocuparmos com a imunização contra diversas doenças, principalmente agora com a realização da Copa do Mundo no Brasil e a vinda de estrangeiros, que podem trazer vírus aos quais nós brasileiros não estamos imunes. Ouça a entrevista:

……………

É médico formado pela Faculdade de Medicina do ABC em 1974. Especializou-se em pediatria na Escola Paulista de Medicina (EPM) e obteve o título de especialista em pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria em 1977. Atua em consultório particular na cidade de São Paulo desde 1976. Trabalhou por 27 anos no pronto-socorro do Hospital Infantil Sabará e foi diretor técnico do Hospital São Leopoldo, cargo que deixou em 2005, quando passou a se dedicar inteiramente a seu consultório. Na medicina, escolheu a pediatria por estar convicto de que, mais do que curar doenças e evitar a morte, o pediatra prepara para a vida. É autor do livro “Seu bebê em perguntas e respostas”, da MG Editores. Para conhecer o livro, acesse: http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro//Seu+beb%C3%AA+em+perguntas+e+respostas

BASTIDORES DA REPORTAGEM

O Portal Imprensa publicou boa reportagem sobre o lançamento do livro Atravessagem (Summus Editorial), de Cremilda Medina. Na entrevista, ela resumiu a sua experiência como repórter: “Eu nunca consegui desvincular a necessidade de estudar com a necessidade de aplicar aquilo que estudo e, descobri na prática do jornalismo minha identidade de repórter. A reportagem sempre foi para mim o espaço de aplicação do conhecimento. Uma coisa provoca a outra”. Leia a reportagem na íntegra: http://goo.gl/dLQ00j

Pioneira do jornalismo no Brasil, a professora, jornalista e pesquisadora Cremilda Medina reúne no livro análises sobre a profissão e grandes reportagens realizadas durante a sua carreira. 10943Privilegiando o contato em detrimento da assepsia, o humano em lugar do técnico, ela refaz sua trajetória profissional e intelectual, mostrando sua inegável contribuição para o jornalismo brasileiro.

Ao longo da obra, Cremilda propõe o exercício jornalístico por meio das mídias tradicionais e das tecnologias digitais, em um ambiente democrático, o que denomina signo da relação – em que a mediação autoral do comunicador constrói uma interação social transformadora.

Formada em Jornalismo e em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul nos anos 1960, ela iniciou sua trajetória profissional em Porto Alegre. Mas foi em São Paulo, onde se radicou em 1971, que intensificou a pesquisa acadêmica na Universidade de São Paulo (USP) e exerceu o jornalismo em vários veículos de comunicação, como o Jornal da Tarde, O Estado de S. Paulo e as TVs Bandeirantes e Cultura, entre outros. “Decidi eleger uma antologia cronológica de reportagens articulada com ensaios decorrentes dos estudos universitários”, diz a autora. Na obra, ela integra teoria e prática, mostrando que não há descompasso entre o que pensa como educadora e pesquisadora e o que realiza como jornalista.

No seu 15º livro, Cremilda declara sua paixão pela rua – onde vida e morte estão latentes. Na obra, a autora apresenta a sua ampla experiência em debates interdisciplinares sobre temas contemporâneos e revela, na própria atuação, o comprometimento ético, técnico e estético com a linguagem dialógica. Dessa forma, ela reforça a importância do mediador autoral na comunicação social, capaz de criar elos de cidadania para os mais marginalizados da informação oficial e canais de expressão para os sujeitos anônimos da sociedade civil.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1372/Atravessagem

FOLHA E ESTADÃO DESTACAM O LANÇAMENTO DO NOVO LIVRO DE GAUDÊNCIO TORQUATO

As colunas sociais da Folha de S.Paulo (Mônica Bergamo) e de O Estado de S. Paulo (Sonia Racy) fizeram a cobertura da noite de autógrafos do livro Novo manual de Marketing Político (Summus Editorial), de Gaudêncio Torquato, que aconteceu no dia 3 de junho, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional. Para ver as fotos, acesse: http://goo.gl/kiYNJm e http://goo.gl/JEEHj3.

O que está por trás de uma campanha eleitoral bem-sucedida? A questão, que ronda a cabeça de políticos e assessores, não tem resposta simples. Uma coisa, no entanto, é certa: sem marketing político bem aplicado dificilmente um candidato alcança a vitória. No livro, Torquato oferece uma oportunidade única de conhecer, passo a passo, os meandros desse universo. 10957Com lições fundamentais, reflexões e roteiros práticos, ele dá uma aula magna sobre como usar as ferramentas adequadas para conquistar o eleitor.

Atuando na esfera acadêmica e no universo da política há mais de 30 anos, Torquato se credenciou como ninguém para falar de marketing político. Professor, pesquisador, jornalista e consultor, foi pioneiro nos estudos brasileiros de comunicação organizacional, marketing institucional e político, tendo escrito as primeiras obras sobre o tema no país. Também coordenou e operou campanhas políticas majoritárias (governos de estados e prefeituras) e proporcionais em diversas regiões.

A obra foi dividida em quatro partes: “Curso de marketing político – noções básicas”; “Condições, vetores e atores das campanhas”, “O Estado da nação”, e “Pequeno abecedário do marketing”. Temas como marketing de governantes e parlamentares, gestão de crises, o marketing no Estado-Espetáculo e os avanços e mudanças ocorridos na última década são amplamente abordados. Torquato também traça o perfil do bom candidato e analisa tendências que se sobressairão nas próximas campanhas.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro//Novo+manual+de+marketing+pol%C3%ADtico