AUTORA DE “CRIANDO FILHOS EM TEMPOS DIFÍCEIS” FAZ PALESTRA NA LIVRARIA MARTINS FONTES, DIA 8 DE MAIO

A Summus Editorial e a Livraria Martins Fontes Paulista (São Paulo) promovem no dia 8 de maio, quarta-feira, das 19h às 20h, no auditório da livraria, a palestra de lançamento do livro Criando filhos em tempos difíceis. No bate-papo, a autora e psicóloga Elizabeth Monteiro, que em 2012 lançou o livro A culpa é da mãe, busca aprimorar a interação entre pais e filhos, abordando os benefícios do brincar e explicando as brincadeiras preferidas pelas crianças em cada fase do desenvolvimento. Em seguida, ela fará uma sessão de autógrafos no piso térreo da livraria, que fica na Avenida Paulista, 509, São Paulo – SP. Há convênio com os estacionamentos da Rua Manuel da Nóbrega, 95 e 88 (primeira hora gratuita).

Falta de tempo, correria, excesso de trabalho, pouco dinheiro, medo de sair na rua… Esses são alguns dos problemas enfrentados pelos pais modernos. O resultado? Crianças entediadas, desinteressadas, obesas, carentes e, ao mesmo tempo, sem limites. Como criar filhos em tempos tão difíceis? Para a psicóloga, a psicopedagoga e a mãe de quatro filhos – participar mais da infância dos filhos é um ótimo estímulo para a saúde. E estar junto deles é fazer coisas que sejam também do interesse da criança.

No livro, Elizabeth defende a infância. Para tanto, ela mostra a importância do brincar e das brincadeiras. Ao longo do livro, dividido em 15 capítulos, a psicóloga aborda as diversas fases do desenvolvimento de bebês e crianças, dá dicas práticas sobre educação e comportamento, sugere inúmeras brincadeiras e fala sobre os desafios de criar filhos hoje. “Resgatar a infância de nossos filhos é investir no futuro da civilização”, afirma. Para a autora, as famílias estão passando por várias transformações e as crianças não estão brincando como deveriam.

Segundo a psicóloga, brincar é o melhor remédio para uma criança. A maioria dos pais, diz ela, não imagina até que ponto as brincadeiras ajudam os pequenos e contribuem para que eles sejam adultos criativos e bem-sucedidos. Elizabeth explica também que a criança tem um mundo próprio. “Quanto mais próximos dela estivermos, mais depressa a ajudaremos a compreendê-lo, tomando o cuidado de não impor nossos padrões de adultos”, afirma. Ela esclarece ainda que a criança inicia o desenvolvimento de seu psiquismo já na fase intrauterina, sendo capaz de sentir tudo que a mãe sente. Além disso, diz, o bebê continuará incorporando o clima afetivo do ambiente mesmo depois do nascimento.

Na obra, Elizabeth sugere brincadeiras que ajudam também na evolução da criança, desenvolvendo a atenção e o conhecimento do corpo, o fortalecimento da musculatura manual e digital, os sentidos e o reconhecimento do mundo, o desenvolvimento da criatividade e o domínio do corpo.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1335/Criando+filhos+em+tempos+dif%C3%ADceis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*