‘8 COISAS QUE AS MULHERES PRECISAM SABE SOBRE A SEXUALIDADE MASCULINA’ 

É comum achar que a sexualidade feminina é mais difusa, misteriosa e calcada em detalhes. A masculina, por outro lado, é tida como óbvia, simples, fácil de decifrar. Não é bem assim. Primeiro, porque nenhum cara é igual ao outro. Segundo, porque séculos de educação machista serviram para reprimir vontades, disfarçar desejos e incutir um jeito meio padrão de agir, que nem sempre corresponde à realidade. Vamos a alguns fatos:

  1. As emoções afetam, sim, o desejo deles

Sentimentos de perda, tristeza ou vivenciar uma grande frustração podem deixar o homem completamente desligado do desejo sexual. Por outro lado, uma grande ansiedade devido a alguma experiência nova costuma tornar muitos sujeitos mais acelerados, propensos a lançar mão do sexo (inclusive o solitário) como válvula de escape. Os homens são tão emotivos quanto as mulheres. A questão é que, desde cedo, foram ensinados a não abrir seus sentimentos. A cultura machista encara a emoção masculina como fraqueza e inferioridade. Equívoco que, ainda que a passos lentos, felizmente vem sendo combatido.

  1. Quanto mais “empoderados” alguns querem parecer, mais vulneráveis estão se sentindo

A necessidade de elogios, curtidas nas redes sociais, atenção para se sentirem amados e satisfeitos e, em alguns casos, quantidade em vez de qualidade nos relacionamentos, podem ser tentativas de camuflar a insegurança. Em encontros, principalmente, muitos caras contam vantagens ou falam apenas de si para disfarçar um baita medo de rejeição. Nem sempre essas atitudes são conscientes e, claro, não são exclusividade dos homens.

  1. Perdem a ereção por medo da mulher

Isso ocorre quando acham a garota gostosa demais, muita areia para o caminhãozinho deles ou há tempos querem levá-la para a cama. Brochar é resultado da chamada “ansiedade por temor de desempenho”: a vontade de satisfazer a mulher é tão intensa que, infelizmente, naquele momento, a relação ficará pendente. Homens, de modo geral, são ansiosos no sexo, principalmente porque acreditam que devem mandar bem na performance. Baseiam-se na velha ideia machista de que homem não dispensa uma transa. A exigência masculina vem acompanhada de expectativas e idealizações que sufocam, angustiam e, óbvio, brocham.

  1. Nem todos querem fazer sexo anal

A prática foi “fetichizada” e, para muitos caras, é uma espécie de “prêmio” ou “presente” concedido pela mulher. Só que a vontade não é uma unanimidade masculina, não. Segundo especialistas, muitos revelam sentir desconforto e até dor. Muitos não querem forçar a parceira a fazer algo que elas não desejam, enquanto outros simplesmente não consideram a prática excitante. E tudo bem, pois o importante é ter liberdade de fazer aquilo que seja confortável sem seguir padrões e normas.

  1. Gostam de dormir de conchinha

Ou até mais que elas, sabia? Uma pesquisa do Kinsey Institute (EUA) concluiu que homens que dormem mais vezes abraçadinhos com suas parceiras tendem a ter relacionamentos mais felizes. E isso sem a menor intenção sexual: a satisfação é simplesmente pelo prazer de ficar junto, trocar beijos e carinhos. O vínculo e a intimidade, segundo consta, se fortalecem.

  1. O tamanho do pinto não é a única preocupação “corporal”

Muitos ainda acreditam que, quanto maior o pinto, maior a satisfação feminina. E sofrem por considerar seu pênis pequeno. Porém, muitos sentem-se inseguros quanto ao próprio corpo e vivem a servidão da estética. A masculinidade, infelizmente, ainda é associada com virilidade, músculos e força. Só que isso acontece mais na cabeça deles do que entre as mulheres, que valorizam mais as ações, as atitudes e as sensações  que sentem em relação ao parceiro entre quatro paredes do que uma barriga tanquinho ou um bíceps aditivado.

  1. Se masturbam muitas vezes pensando na própria parceira

E não em qualquer celebridade sexy que mexe com as fantasias masculinas. Alguns caras se animam a valer mesmo quando lembram de cenas quentes vividas recentemente, como a namorada de quatro no motel ou a manobra diferente que ela fez com a língua durante o sexo oral. Outros, usam a masturbação como gatilho para certas fantasias que pretendem colocar em prática com a parceira, em breve.

  1. Querem que a mulher os guie

Alguns homens sentem timidez em tomar a iniciativa de propor fantasias, sugerir posições ou perguntar as preferências da parceira. Por isso, quanto mais a mulher se soltar, demonstrar e direcionar o par para os pontos onde sentem prazer, mais eles se sentirão seguros e se empenharão em corresponder às expectativas.

FONTES: Breno Rosostolato, psicólogo e educador sexual, de São Paulo (SP); Carla Ribeiro, psicóloga clínica e hospitalar especializada em saúde masculina, do Rio de Janeiro (RJ), e Paulo Tessarioli, presidente da Abrasex (Associação Brasileira dos Profissionais de Saúde, Educação e Terapia Sexual)
..

Matéria de Heloisa Noronha, publicada originalmente no UOL, em 20/09/2017. Para acessá-la na íntegra:
https://estilo.uol.com.br/comportamento/noticias/redacao/2017/09/20/8-coisas-que-nem-todas-as-mulheres-sabem-sobre-a-sexualidade-masculina.htm

***

Quer saber mais sobre a sexualidade masculina? Conheça o livro da Summus:

………………

O QUE VOCÊ (AINDA) NÃO SABE SOBRE A SEXUALIDADE MASCULINA
Autor: Barry McCarthy

Para os homens, nunca foi fácil admitir ignorância em assuntos referentes a sexo, relações sexuais ou envolvimentos amorosos. Contudo, a partir da liberação feminina, os homens começam a perceber que também sofrem as conseqüências dos mitos e das concepções errôneas. Este é um atual e completo livro para o homem que quer olhar de frente o fato de que podem haver aspectos de sua sexualidade sobre os quais ele precisa aprender mais, para ter mais prazer em seus relacionamentos sexuais. E para toda mulher interessada em saber o que os homens sentem quando amam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*