29 DE AGOSTO, DIA DA VISIBILIDADE LÉSBICA

Faz 18 anos que a data foi instituída, desde que o 1º Seminário Nacional de Lésbicas (Senale) foi realizado em 1996 no Rio.

A data é séria e fala de combate a toda espécie de preconceito de gênero, da luta contra a discriminação e a opressão. Vários eventos estão acontecendo pelo Brasil para discutir políticas de direitos humanos e casos de sucesso.

O 1º Seminário Nacional de Lésbicas, organizado em 1996 pelo Coletivo de Lésbicas do Rio de Janeiro (Colerj), teve um resultado simbólico: a letra L, de lésbicas, passou a fazer parte da sigla LGBT, firmando o compromisso do movimento homossexual com a pauta das lésbicas.

VangeLeonelParte das comemorações deste ano, na quinta-feira (28), em Brasília, a cantora paulistana Vange Leonel, morta aos 51 anos no último dia 14 de julho, recebeu uma homenagem. Além de cantora (Vange é a autora da música “Noite Preta”, tema de abertura da novela “Vamp”), ela era escritora e colunista. Escreveu os livros “Lésbicas”, “Baladas para as Meninas Perdidas” e “Grrrrls, Garotas Iradas”, além da peça teatral “As Sereias de Rive Gauche” e foi autora da coluna GLS da Revista da Folha, do jornal “Folha de São Paulo”.

Texto publicado no iGay em 29/08/2014. Para lê-lo na íntegra, acesse:
http://igay.ig.com.br/2014-08-29/no-dia-da-visibilidade-lesbica-29-de-agosto-o-igay-da-a-sua-contribuicao.html

***

Conheça alguns livros das Edições GLS para o público feminino:

30037BALADA PARA AS MENINAS PERDIDAS
Autora: Vange Leonel

Imagine se Peter Pan, Wendy e Sininho fossem lésbicas à solta na noite de uma metrópole, e a Terra do Nunca uma boate da moda cheia de meninas perdidas?
Numa divertida releitura da clássica história, o novo livro de Vange Leonel retrata a cena clubber de jovens lésbicas modernas com toques de romance, música eletrônica, filosofia, fantasia e muito, muito sexo. Imperdível.

30038HEROÍNAS SAEM DO ARMÁRIO, AS
Literatura lésbica contemporânea
Autora: Lúcia Facco

Os romances lésbicos produzidos atualmente não chegam a ter o status de subliteratura, porém de paraliteratura: costumam ser ignorados tanto pela crítica quanto pela academia. Para preencher essa escandalosa lacuna, Lúcia Facco, mestre em Literatura Brasileira pela UERJ, analisa cinco romances escritos por e dirigidos a lésbicas. O formato de seu trabalho já lembra um romance, construído na forma de cartas que a personagem envia a amigas e professores a respeito de sua orientação sexual. Leitura acessível, raro estudo teórico sobre o tema.

30052ENTRE MULHERES
Depoimentos homoafetivos
Autora: Edith Modesto

Este livro traz depoimentos de mulheres lésbicas e bissexuais de várias idades, profissões e classes sociais. Os temas são variados: relações familiares, juventude, religião, trabalho e preconceito. Trata-se do relato vivo da experiência de cada uma dessas mulheres, que deixaram todo o conforto emocional do mundo convencional para viver a dura vida de homossexual em um país tipicamente machista.

30054AS LÉSBICAS
Mitos e verdades
Autora: Stéphanie Arc

Este livro destrincha as ideias preconcebidas sobre lesbianismo que circulam em nossa cultura e as comenta à luz de informações recentes e objetivas. Os temas vão de preconceitos sobre identidade, até concepções sociais. A autora aborda ainda a mistura de conceitos populares errôneos, as causas para que tenham se difundido, exemplos históricos e o que se sabe hoje a respeito do lesbianismo.

Veja todos os livros da GLS: http://www.gruposummus.com.br/edgls/?editora=edgls

LIVROS DAS EDIÇÕES GLS COM 50% DE DESCONTO!

A nossa superpromoção vai só até amanhã, dia 8/9!! Fique atento e aproveite as oportunidades para você e para presentear: a seleção muda logo após a meia-noite!

Hoje tem livros da GLS pela METADE DO PREÇO!! Veja os seis títulos com 50% de desconto:
.

APARTAMENTO 41

Nelson Luiz de Carvalho
Depois de quinze anos de casamento, Leonardo decide sacrificar sua vida estável a fim de descobrir novos sentimentos e uma identidade verdadeira. Excluído dos padrões estabelecidos pela sociedade, o personagem deve enfrentar conflitos comuns a todos nós – Como encontrar novos parceiros? Que lugares freqüentar? –, acentuados pelo preconceito e pela falta do contato diário com o filho de cinco anos.

De R$39,90                  Por R$19,95
_________________________________________________________________________

CINE ARCO-ÍRIS
100 anos de cinema LGBT nas telas brasileiras
Stevan Lekitsch
Entediado com os filmes em que o mocinho fica com a mocinha? Em que o bandido é mau e o mocinho é bom? Eles estão longe da sua realidade? Seus dias de filmes chatos acabaram! Neste pequeno guia, os mocinhos choram e ficam com os mocinhos; as mocinhas amam e batem nas mocinhas; bandidos e bonzinhos acabam juntos. A obra também traz histórias de bastidor, curiosidades técnicas e muito mais. 

De R$71,00                  Por R$35,50
_________________________________________________________________________

 

GRRRRLS – GAROTAS IRADAS
Vange Leonel
A festejada cantora, compositora e autora da peça As sereias da Rive Gauche comenta aqui, com ironia e muito conhecimento de causa, os variados aspectos da vida, da cultura e dos relacionamentos das lésbicas modernas. 

De R$39,90                  Por R$19,95
_________________________________________________________________________

HEROÍNAS SAEM DO ARMÁRIO, AS
Literatura lésbica contemporânea
Lúcia Facco
Os romances lésbicos produzidos atualmente não chegam a ter o status de subliteratura, porém de paraliteratura: costumam ser ignorados tanto pela crítica quanto pela academia. Para preencher essa escandalosa lacuna, Lúcia Facco, mestre em Literatura Brasileira pela UERJ, analisa cinco romances escritos por e dirigidos a lésbicas. O formato de seu trabalho já lembra um romance, construído na forma de cartas que a personagem envia a amigas e professores a respeito de sua orientação sexual. Leitura acessível, raro estudo teórico sobre o tema. 

De R$49,40                  Por R$24,70
_________________________________________________________________________

MATÉRIA BÁSICA
Márcio El-Jaick
“Eu, 39 anos, ex-combatente de muitas guerras perdidas, jornalista experiente, cínico contumaz, colecionador de historietas, um Grande Amor deixado para trás, muitas aventuras impronunciáveis, viajado, calejado, agora agarrado à desilusão como a um porto seguro supremo. Eu, encantado a ponto de sentir a formação de despenhadeiros por um menino de 22 anos, candidato a estagiário, com sorridentes olhos castanhos. Lamentável.” Assim se define o protagonista deste romance ágil e inteligente. Leitura imperdível.

De R$38,40                  Por R$19,20
_________________________________________________________________________


UM ESTRANHO EM MIM
Marcos Lacerda
Este romance nos conta a história de Eduardo, um bem-sucedido médico de meia-idade, e do seu amor por Alexandre, um garoto de 17 anos. Ousado e longe dos moralismos tradicionais, Um estranho em mim é um mergulho na alegria, no desespero, no abandono e na dor de quem já experimentou o que é amar – e perder. 

De R$49,40                  Por R$24,70
_________________________________________________________________________

Amanhã, 8/9, domingo, último dia de promoção, tem livros de SAÚDE em oferta! 
_________________________________________________________________________

DIA MUNDIAL DA LUTA CONTRA A HOMOFOBIA

No dia 17 de maio é celebrado o Dia Mundial da Luta Contra a Homofobia. A data foi instituída por ativistas franceses em 2005 e conta com ações em cerca de 60 países. Engana-se quem imagina que a violência contra homossexuais é maior apenas no Brasil e em países menos desenvolvidos. Um estudo divulgado pela Agência para Direitos Fundamentais da União Europeia revela que 25% dos gays da Europa já sofreram algum tipo de agressão homofóbica.

Levantamento do Grupo Gay da Bahia (GGB), divulgado em janeiro de 2013, aponta que foram registrados no ano passado 338 homicídios de brasileiros homossexuais, incluindo duas transexuais mortas na Itália. Isso representa, segundo a entidade, um assassinato a cada 26 horas, indicando aumento de 27% em relação a 2011, quando houve 266 mortes, e crescimento de 177% nos últimos sete anos.

Apesar das dificuldades, a comunidade GLS tem motivos para comemorar nessa data. Por decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), desde o dia 14 de maio, os cartórios de todo o Brasil são obrigados a celebrar o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo.  A decisão vai garantir aos casais homossexuais um tratamento jurídico menos desigual e contribuir para um olhar mais legítimo da sociedade sobre esse tipo de união.

EDIÇÕES GLS

Criado em 1998 pelo Grupo Editorial Summus, o selo Edições GLS é dirigido a gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros. A editora foi criada para dar voz aos assuntos de interesse específico desses grupos, e também para pais, amigos, médicos, terapeutas e professores, para que possam compreender melhor seus filhos, amigos ou clientes.

O selo tem mais de 50 obras publicadas. Os livros incentivam a auto-estima, a liberdade interna, a expressão da identidade legítima e natural de cada um.

Clique aqui para conhecer os títulos:
http://www.gruposummus.com.br/edgls/?editora=edgls

REVISTA CONTEMPORÂNEOS ENTREVISTA FELIPE GRECO, AUTOR DO LIVRO RELICÁRIO

A nova edição da revista Contemporâneos, publicação acadêmica sobre artes e humanidades, traz ampla entrevista com o autor do livro Relicário (Edições GLS), Felipe Greco. A reportagem foi feita pela professora e pesquisadora da Universidade Federal de Minas Gerais, Lúcia Helena da Silva Joviano, que tem estudado a produção literária de Greco. Na entrevista, ele conta detalhes da sua história e revela que seu desejo nunca foi ser autor, mas sim escrever histórias e mexer com as fantasias das pessoas, sexuais ou não. Leia: http://goo.gl/OrIh9

Lançado em 2009, o livro Relicário reúne contos que mergulham no universo do desejo. Com linguagem moderna, dinâmica e envolvente, o autor fala de fetiches (homo)sexuais, fantasias, medos, tabus e intolerância. “Relicário é, na verdade, uma coletânea de confissões de alcova. Por acaso, os textos apresentam o universo homossexual masculino, mas não se restringem a isso: mostram que a libido, no fundo, também é atrair a atenção do outro (do mesmo sexo ou não), ser desejado por ele, compartilhar fantasias, desejos, projetos de vida em comum”, observa Greco, lembrando que parte dos contos foi publicada originalmente na revista G Magazine.

As histórias, muitas vezes com pitadas de sarcasmo e provocação, falam diretamente ao leitor, envolvendo-o em tramas surpreendentes. Os personagens têm as características mais variadas e vão se revelando no decorrer das histórias, sem máscaras, medos ou preconceitos, mostrando seus mais profundos desejos.

Greco, que prefere ser chamado de “ficcionista” ou “contador de histórias”, apresenta tramas inteligentes e ousadas que devem ser lidas na sequência. Ao final, o leitor entenderá o porquê. “Embora sem poder escapar muito de certos temas recorrentes e antigos clichês do gênero (belos, sexualmente bem-dotados, musculosos, fardados etc.) e também sem ter grandes compromissos do ponto de vista literário, procurei dar rápidas pinceladas de lirismo nas histórias”, escreve o autor na apresentação do livro.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1148/Relic%C3%A1rio