AUTORES DO LIVRO “GESTALT-TERAPIA: CONCEITOS FUNDAMENTAIS” AUTOGRAFAM NA LIVRARIA DA VILA, EM SÃO PAULO

A Summus Editorial e a Livraria da Vila (Shopping Pátio Higienópolis) promovem no dia 10 de maio, sábado, das 16h às 19h, o lançamento do livro Gestalt-terapia: conceitos fundamentais. As organizadoras da obra, as psicólogas Lilian Meyer Frazão e Karina Okajima Fukumitsu, e os autores recebem os convidados na livraria, que fica no Shopping Pátio Higienópolis, piso Pacaembu (Av. Higienópolis, 618, São Paulo).

A obra é o segundo volume da Coleção Gestalt-terapia: fundamentos e práticas. Em linguagem acessível, o livro apresenta aos estudantes de psicologia e profissionais de Gestalt os principais conceitos desenvolvidos pela terapia, como awareness, funções, fases e ciclo de contato, fronteira de contato, o self e suas funções, autorregulação organísmica e homeostase, ajustamento criativo e hierarquia de valores ou necessidades, aqui e agora, autossuporte e heterossuporte, indiferença criativa, teoria paradoxal da mudança e concepção de neurose em Gestalt-terapia.

Organizada por Lilian e Karina , a obra é dividida em 11 capítulos elaborados por 13 profissionais que discorrem sobre os temas, apresentando os conceitos e oferecendo embasamento teórico e prático para aqueles que adotam a Gestalt-terapia como possibilidade de orientação e compreensão existencial. “O objetivo é oferecer à comunidade gestáltica informações claras para o aprofundamento e a ampliação do saber gestáltico”, complementam as organizadoras.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1366/Gestalt-terapia:+conceitos+fundamentais

Gestalt_terapia_Conceitos_fundamentais

ALEXANDRE VIEIRA LANÇA O LIVRO “MANUAL DA SAÚDE”, EM SÃO PAULO

A Summus Editorial e a Livraria da Vila (Al. Lorena – São Paulo) promovem no dia 15 de março, sábado, das 16h às 19h, a tarde de autógrafo do livro Manual da saúde – 150 perguntas e respostas sobre exercício e vida saudável (Summus Editorial). O professor de educação física Alexandre Vieira, autor da obra, receberá os convidados na livraria, que fica na Al. Lorena, 1.731, piso superior, São Paulo.

Quem abandona o sedentarismo em busca de um estilo de vida mais saudável sempre depara com mitos e dúvidas relacionados à prática de exercícios físicos. Qual é o melhor líquido para hidratação durante os exercícios? Qual é a frequência cardíaca ideal para quem quer emagrecer? Qual é o melhor horário para se praticar exercícios? Que exercícios e esportes queimam mais calorias? Baseado em sua experiência como professor, Vieira escreveu uma obra didática e estimulante. Idealizado para ser consultado pontualmente ou lido de uma única vez, o livro esclarece conceitos e oferece dicas úteis e eficazes sobre a prática de exercícios.

“Muitas pessoas acreditam que o exercício só é eficaz quando o corpo fica todo dolorido, ou se enrolam em sacos plásticos para transpirar mais na esperança de potencializar o efeito do movimento. Essas informações – muitas delas verdadeiras agressões ao organismo – vão passando de pessoa para pessoa como se fossem verdades comprovadas”, diz o autor.

Para Vieira, a prática de exercícios exige conhecimento, tanto por parte do praticante como do profissional da saúde. A proposta do livro, segundo ele, é dar um ponto de referência seguro e completo, destacando principalmente o que é certo e o que é errado na atividade física.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro//Manual+da+Sa%C3%BAde

Manual_da_saude

SESSÃO DE AUTÓGRAFOS DO LIVRO “CAPOEIRA” EM PIRACICABA

O Sesc de Piracicaba promoveu no dia 16 de novembro, das 10h às 12h, a sessão de autógrafos do livro Capoeira – Uma herança cultura afro-brasileira,  que acaba de ser lançado pela Selo Negro Edições. As autoras da obra, as pesquisadoras Leticia Vidor de Sousa ReisElisabeth Vidor, receberam os convidados no Ginásio de Eventos do Sesc, que fica Rua Ipiranga, 155 – Piracicaba – São Paulo.
Veja abaixo algumas fotos do lançamento, que aconteceu juntamente com o 9º Encontro de Capoeira Angola.

“A capoeira é ambígua, ao mesmo tempo jogo, dança e luta. Seus movimentos corporais privilegiam os pés e os quadris e, ao inverterem a hierarquia corporal dominante, colocam o mundo literal e metaforicamente de pernas para o ar”, explicam as autoras. Segundo elas, para entender o significado social e simbólico dessa inversão utiliza-se a linguagem do corpo como fonte principal de informação para enunciar as regras da gramática gestual da capoeira.Reconhecida hoje como um dos símbolos da cultura brasileira, a capoeira nem sempre teve esse status. Os adeptos foram perseguidos durante muitos anos, especialmente na passagem do Império para a República. Associada à vadiagem e à violência, a capoeira só deixou de ser considerada crime há pouco mais de 80 anos. Atendendo ao que preconiza a Lei 10.639/03, que torna obrigatório o ensino das culturas africanas, afro-brasileiras e indígenas nas escolas, Elisabeth e Letícia decidiram se aprofundar no estudo do tema. No livro, elas retratam as origens sociais e culturais do movimento e mostram como a capoeira contribuiu para que os negros conquistassem e ampliassem seu espaço político e social no Brasil.

A partir de uma abordagem inovadora, é possível entender a capoeira também como uma forma de resistência do negro, desde o tempo da escravidão até os dias atuais. Entre as várias culturas de resistência negra desenvolvidas no país, a capoeira é uma das mais significativas, constituída com base em culturas provenientes da África. Dividido em três capítulos, o livro traz, com detalhes, a história da capoeira carioca no século 19. As autoras fazem uma interpretação antropológica dos movimentos corporais da capoeira para a compreensão da especificidade da relação entre negros e brancos no Brasil.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro//Capoeira