‘SAIBA COMO IDENTIFICAR SE SEU FILHO É MAIS UMA VÍTIMA DO CONSUMISMO INFANTIL’

– Compra!

Qual o pai e a mãe que nunca ouviu isso dos filhos? Em alguns casos, pode ser um pedido inocente. Porém, há crianças tomadas pelo consumismo, e por isso os pais devem estar atentos aos sintomas. Se os pais sempre dizem sim ao filho, a criança entenderá que seus desejos serão realizados sem que precise lutar por eles, podendo se tornar uma pessoa mimada e com dificuldades para buscar seus objetivos de vida.

Ao nascer, o bebê passa a expressar seus desejos, através do choro, do olhar e do toque. Aprende a se comunicar, transmitindo para a mãe que está com fome ou frio, por exemplo. O bebê vai se desenvolvendo e aprende outras formas de expressar o seu desejo. Por isso, de acordo com Marcela Clementino, psicóloga da rede Hapvida, crianças que convivem com limites e exemplos saudáveis consequentemente se tornarão adultos mais saudáveis e seguros.

“Quando uma criança ouve um ‘não’ diante de um desejo seu, ela aprende a lidar com as frustrações. Dessa forma, ela entende que as coisas não acontecem na hora e do jeito que ela quer”, explica a psicóloga. Isso fará com que a criança se torne um adulto que sabe lidar com as dificuldades que a vida traz, o que consequentemente traz menos sofrimento e também uma melhor relação com as outras pessoas.

Fique atento aos sinais

Os pais devem ficar atentos às atividades dos filhos que podem incentivar o consumismo desenfreado, como a televisão e a internet, monitorando o que veem, pois a criança ainda não tem discernimento para distinguir a fantasia da realidade. Também não possui capacidade crítica para avaliar se há necessidade de ter aquele bem que está sendo vendido.

É necessário averiguar se a influência ao consumismo não vem dos próprios pais, e depois conversar com o filho fazendo uma reflexão, perguntando se a criança precisa mesmo de tudo o que tem. Já na alimentação, os pais precisam entender a importância que o ato traz para a saúde e para o desenvolvimento da criança.

O mais importante de tudo é que os pais sejam exemplo para o seu filho, pois essa é a melhor forma dele aprender. “De nada adianta dizer que ele tem que comer fruta se os pais não comem, ou que não precisa de tantos brinquedos se a mãe compra uma roupa nova todo dia”, detalha a psicóloga Marcela Clementino. Ela aponta ainda que na hora de fazer as compras, os pais devem ser objetivos e seguros. É importante explicar para o filho e para si mesmo o motivo por qual estão adquirindo aquele produto e não desviar do foco, lembrando sempre da importância de dizer “não”.

 

Texto de Rosana Romão publicado originalmente na Tribuna do Ceara, em em 24/02/2015. Para lê-lo na íntegra, acesse:
http://tribunadoceara.uol.com.br/diversao/bemestar/saiba-como-identificar-se-seu-filho-ja-e-mais-uma-vitima-do-consumismo-infantil/

 ***

 Para saber mais sobre o assunto, conheça o livro:

PAra saber mais sobre este livro clique aqui

A CRIANÇA E O MARKETING
Informações fundamentais para proteger as crianças dos apelos do marketing infantil

Autoras: Luciene Ricciotti Vasconcelos, Ana Maria Dias da Silva

O marketing infantil é, hoje, uma das maiores ferramentas para vender produtos, influenciar famílias e conquistar a fidelidade de clientes. Mas que tipo de mensagem vem sendo direcionada às crianças e como pode prejudicar a autoestima e desvirtuar os valores dos pequenos? Escrita por uma especialista em comunicação e por uma psicóloga, esta obra é fundamental para pais e professores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*