UM SÁBADO QUE NÃO EXISTIU

 Com linguagem leve e ágil, o ensaio é um gênero de texto eficaz na abordagem de assuntos ligados às ciências humanas e à vida contemporânea, permitindo ao escritor articular a atividade intelectual com certo tom romanesco. Assim se define o livro Um sábado que não existiu, lançamento da Summus Editorial, em coedição com a Editora do Mackenzie, do escritor, jornalista e professor Renato Modernell. 11027A obra, que ultrapassa a esfera acadêmica, combinando substância teórica, informação precisa e carga poética, busca revitalizar essa vertente tão marcante da cultura brasileira.

Explorando temas transversais na fronteira entre o jornalismo e a literatura, o autor apresenta textos prazerosos, instigantes, com breves visitas a pensadores de magnitude universal, como Jung, Bakhtin, Benjamin, Prigogine, entre outros. Ao mesmo tempo, traz uma visão bem fundamentada sobre grandes criadores literários, como Saramago, Dante e Guimarães Rosa. Tudo isso sem discurso hermético e pedantismo intelectual: apenas retratando o mundo com os olhos do repórter.

Mas que mundo é esse? “É o mundo do efêmero projetado sobre uma base que lhe dá peso poético, ali onde a engenharia da frase ocupa o centro do palco”, explica o autor. Ao longo da obra, Modernell apresenta reflexões sobre pessoas, lugares, ideias e maneiras de exercer o ofício. Segundo ele, a unidade dos textos é dada menos pelo tema do que pelo modo de observação. “Neles, o leitor talvez encontre resíduos nostálgicos de um jornalista que o destino transformou em professor, como para lhe dobrar a língua”, diz o escritor.

A longa experiência de Modernell como professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) e da Academia Brasileira de Jornalismo Literário (ABJL), ancorada em seu doutorado em Letras, fundamenta as reflexões desenvolvidas na obra. Renato Modernell é também autor do livro A notícia como fábula, um dos ganhadores do prêmio Jabuti de 2013.

………….
Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1422/Um+s%C3%A1bado+que+n%C3%A3o+existiu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*