MAPEAMENTO REVELA QUE MORTES POR CÂNCER VOLTARAM A CRESCER NO BRASIL

Nesta quinta-feira, dia 27 de novembro, é o Dia Nacional de Combate ao Câncer. De acordo com dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer), estima-se que o Brasil terá 576 mil novos casos de câncer entre 2014 e 2015. No mundo, houve um aumento de 20% na incidência da doença na última década. Até 2030, são esperados mais 27 milhões de novos casos.

O número de mortes por tipos de câncer mais agressivos aumentou no país, depois de anos em queda, revela mapeamento da doença realizado pelo Inca. Entre as mulheres, o câncer de mama é o que mais mata. Já, entre os homens, o principal vilão é o tumor no pulmão. Quanto mais cedo é feito o diagnóstico, maiores são as chances de cura da doença.

O mapeamento mostra que entre os homens a taxa de mortalidade por câncer de brônquios e de pulmão estava em queda desde 2004, mas voltou a subir em 2012. Em dez anos, o número de mortes subiu 32%. Nas mulheres, o câncer de mama é o que mais mata e o de pulmão vem em segundo lugar. O índice de mortalidade das duas doenças cresceu de 2009 a 2012.

Segundo o instituto, em 2015 a previsão é de aproximadamente 576 mil casos novos da doença no país. O câncer de pele é o tipo com mais casos no Brasil, mas não é o que mais mata (182 mil casos novos).

Se você quer saber mais sobre o assunto, conheça o livro Câncer e prevenção, da MG Editores:

50102CÂNCER E PREVENÇÃO
Organizadores: Ricardo Caponero, Artur Malzyner

Voltado para leigos, este livro, escrito por uma equipe multidisciplinar, explica o que é câncer e como preveni-lo; aborda a prevenção primária por meio de cirurgias, medicamentos, alimentação adequada e hábitos saudáveis; esclarece sobre a importância do diagnóstico precoce; e fala sobre os principais tipos de tratamento existentes. Fundamental para pacientes, familiares, psicólogos, enfermeiros etc.