MARIA TERESA MANTOAN E ULISSES ARAÚJO AUTOGRAFRAM LIVROS DA COLEÇÃO NOVAS ARQUITETURAS PEDAGÓGICAS, EM SÃO PAULO

A Summus Editorial e a Livraria da Vila (Vila Madalena-SP) promovem no dia 31 de março, terça-feira, o lançamento de dois livros da Coleção Novas Arquiteturas Pedagógicas: Inclusão escolar – O que é? Por quê? Como fazer? e Autogestão na sala de aula – As assembleias escolares . Das 19h às 20h, os autores Maria Teresa Eglér Mantoan (Inclusão escolar) e Ulisses F. Araújo (Autogestão na sala de aula) fazem uma apresentação sobre as obras no auditório da livraria. A partir de 20h, haverá a sessão de autógrafos. A livraria fica na Rua Fradique Coutinho, 915 – Vila Madalena, São Paulo.

Em Inclusão escolar, Maria Teresa explica, de maneira clara e didática, o que é educação inclusiva, discute os passos necessários para implantá-la e ressalta suas vantagens – tanto para as pessoas com qualquer tipo de deficiência como para os alunos que não as têm.

Uma das maiores especialistas em inclusão escolar no país, a pedagoga propõe um deslocamento da visão educacional que se sente ameaçada pela inclusão para uma perspectiva que se abre para outras formas de ensinar e avaliar a aprendizagem. Conhecendo o potencial teórico da educação inclusiva e sua implicação no campo da mobilização social, ela mostra a importância da análise do contexto escolar, para entender as dificuldades de atender a estudantes com deficiência e outros e apontar o propósito da inclusão como objetivo primordial dos sistemas de ensino.

Já o livro Autogestão na sala de aula oferece um guia prático para implantar as assembleias escolares, incluindo os passos a ser seguidos na promoção das assembleias de classe, de escola, de docentes e dos fóruns escolares. Também dá voz aos sujeitos que já vivenciaram esse formato de autogestão, mostrando as mudanças vividas nas relações escolares e sua contribuição para a ética e a cidadania. 

“Aprender a dialogar, a construir coletivamente as regras de convívio e a fortalecer o protagonismo das pessoas e dos grupos sociais é um papel que a escola pode, e deve, exercer na luta pela transformação da sociedade”, afirma Araújo. Em sua avaliação, construir novos alicerces culturais, que tenham como sustentáculos a igualdade, a equidade, a solidariedade e o dialogo, permitirá que, no futuro, a maioria da população perceba que a justiça social somente será alcançada com a democracia.

Para saber mais sobre os livros d coleção Novas Arquiteturas Pedagógicas, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/colecao/Novas%20Arquiteturas%20Pedag%C3%B3gicas

 Inclusao escolar_Autogestao na sala de aula

 

AUTORES DAS COLEÇÕES PONTOS E CONTRAPONTOS E NOVAS ARQUITETURAS PEDAGÓGICAS AUTOGRAFAM NA LIVRARIA MARTINS FONTES, EM SÃO PAULO

A Livraria Martins Fontes (Av. Paulista-SP) e a Summus Editorial promovem no dia 30 de outubro, quinta-feira, o lançamento dos livros Ensino de matemática: pontos e contrapontos e Temas transversais, pedagogia de projetos e mudanças na educação. Das 19h às 20h, haverá uma apresentação das obras no auditório da livraria. Na sequência, acontece no térreo a sessão de autógrafos com a presença dos autores e organizadores, com encerramento às 21h30. A livraria fica na Av. Paulista, 509, São Paulo, próximo à estação Brigadeiro do metrô.

10953Ampliar e aprofundar a análise sobre a teoria e a prática do ensino da matemática, bem como suas dificuldades. Esse é o objetivo do livro Ensino de matemática: pontos e contrapontos. Além de apresentar diferentes e relevantes aspectos do ensino da matemática, o 11º volume da coleção Pontos e Contrapontos aborda tanto questões históricas quanto epistemológicas, sociais e políticas desse campo específico do conhecimento que tem impacto em todos os demais. Os professores Nílson José Machado e Ubiratan D’Ambrosio, mediados pela organizadora da coleção, Valeria Amorim Arantes, estabelecem um debate acadêmico em que analisam com profundidade questões cruciais e polêmicas relacionadas ao ensino da matemática.

10958Já o livro Temas transversais, pedagogia de projetos e mudanças na educação, segundo volume da coleção Novas Arquiteturas Pedagógicas, traz um profundo debate do professor Ulisses F. Araújo sobre os chamados temas transversais, articulados com a pedagogia de projetos e os princípios de interdisciplinaridade. Segundo ele, juntos, esses três elementos, podem apontar caminhos inovadores para a educação formal e uma ressignificação da prática docente. Nas últimas décadas, a sociedade vem passando por mudanças que impactam a sala de aula, o currículo das escolas e os próprios objetivos da educação. Para continuar ocupando o papel de destaque que a sociedade lhe destinou, a escola precisa inovar os conteúdos sem abrir mão dos saberes adquiridos ao longo dos séculos. O desafio é criar um modelo inclusivo e democrático.

 

Convite Ensino de matemática e Temas transversais

 

PROFESSOR ULISSES F. ARAÚJO FAZ PALESTRA E SESSÃO DE AUTÓGRAFOS DA COLEÇÃO NOVAS ARQUITETURAS PEDAGÓGICAS

A Summus Editorial convida para o lançamento dos dois primeiros volumes da coleção Novas Arquiteturas Pedagógicas: A sociedade da insegurança e a violência na escola, da professora Flávia Schilling, e Temas transversais, pedagogia e projetos de mudanças na educação, do professor Ulisses F. Araújo, no dia 21 de agosto, quinta-feira, às 18h30. O evento, que acontece no auditório da Fundap – Fundação para o Desenvolvimento Administrativo (Av. Alves Guimarães, 429 – 4ª andar – Pinheiros – São Paulo), terá início com a cerimônia de entrega de certificados de conclusão aos alunos do curso de especialização Ética, Valores e Cidadania na Escola, oferecido pela USP e pela UNIVESP. Em seguida, o prof. Araújo fará uma palestra sobre o tema da coleção e, por fim, a sessão de autógrafos das obras.

Coordenada pelo professor Araújo, a coleção Novas Arquiteturas Pedagógicas tem como ponto de partida atender às demandas e necessidades de uma sociedade democrática, multicultural e inclusiva, permeada pelas diferenças e pautada no conhecimento inter, multi e transdisciplinar. Para tanto, publica livros que ajudem os profissionais da educação a construir ambientes educativos inovadores, atentos a formas diferentes de organização dos tempos, espaços e relações na educação. O objetivo é auxiliá-los a incorporar novas linguagens e tecnologias na sua prática docente, bem como aplicar a ética nas relações humanas dentro e fora da escola.

10952No livro A sociedade da insegurança e a violência na escola, a professora Flávia discute a violência presente nas redes de ensino em todas as suas dimensões – econômicas, sociais, políticas e simbólicas –, propondo que o espaço escolar seja visto como lugar de inclusão, aprendizado e exercício pleno dos direitos democráticos. “Pela primeira vez em nossa história, lidamos, no Brasil, com nossa face violenta — esse tema permeia a fala das pessoas no cotidiano, aparece de modo espetacular na mídia, perpassa os discursos políticos, provoca ações de políticas públicas, além de produzir pesquisas e debates. A sensação é de que a violência tomou conta do mundo”, afirma a autora.

10958Já a obra Temas transversais, pedagogia e projetos de mudanças na educação, de autoria do professor Araújo, discute como os chamados temas transversais, articulados com a pedagogia de projetos e os princípios de interdisciplinaridade, podem apontar caminhos inovadores para a educação formal e uma ressignificação da prática docente. Tomando o construtivismo como corrente teórica ideal, o autor traz ainda o exemplo concreto de um projeto, desenvolvido em sala de aula do ensino fundamental, que empregou a metáfora da “rede” de conhecimentos como referência, a fim de materializar na prática docente a concepção de transversalidade. “Esses novos caminhos já se encontram em pleno desenvolvimento nas escolas de nosso país”, complementa.

Para saber mais sobre os livros, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/busca/novas+arquiteturas+pedag%C3%B3gicas/all/0

Colecao_Novas_arquiteturas_pedagogicas