Margaret Marras

Psicóloga pela Universidade de São Paulo (USP), é pós-graduada em Gestalt-terapia pelo Sedes Sapientiae e MBA em Gestão Estratégica Internacional pela USP. Consultora e psicoterapeuta, há mais de 20 anos vem estudando desenvolvimento humano nas organizações e usando a psicologia aplicada em suas práticas de consultoria no suporte à realização das potencialidades individuais.

Livros deste autor

Exibindo um único resultado

ANGÚSTIAS CONTEMPORÂNEAS E GESTALT-TERAPIA

Ailton Gomes
Bruno Antônio de Lima Nogueira
Carla Cristina Poppa
e mais 7 autores
R$76,00

Em estoque

Nas últimas décadas, a Gestalt-terapia vem crescendo substancialmente no Brasil. Em sua visão de mundo, os indivíduos são concebidos como seres em constante processo de desenvolvimento e crescimento, inclusive quando se defrontam com problemas existenciais. Assim, numa era em que o sofrimento psicológico chegou a limites inimagináveis, é papel da abordagem ajudar os clientes a adquirir awareness para que possam estabelecer melhores relações consigo e com o meio.

Nesta obra, Margaret Marras reúne temas que têm promovido extremo sofrimento na atualidade. A cada capítulo, os autores – renomados profissionais da área – nos confrontam com questionamentos sobre nossa forma de estar no mundo e nos fornecem subsídios para nossa tão necessária reflexão. Entre os temas abordados estão:

  • A ansiedade e sua relação com a dificuldade de esperar.
  • As doenças psicossomáticas e sua relação com a biomedicina.
  • A Gestalt-terapia no âmbito organizacional.
  • O racismo e o sofrimento psíquico da população negra brasileira.
  • Orientação sexual e resistência LGBTQI+na contemporaneidade.
  • A masculinidade a partir da conformação de heroísmo, estoicismo e resistência.
  • A longevidade no âmbito demográfico, tecnológico e social.
  • O luto e a contribuição gestáltica para seu manejo.

Assim, o conjunto desses capítulos torna esta obra interessante para Gestalt-terapeutas, estudiosos da psicologia e para o público interessado nos assuntos da contemporaneidade. Prefácio de Lilian Frazão.