ISBN: 9788532308481

Arte de tecer o presente, A

Narrativa e cotidiano

Autor(es): Cremilda Medina

A consagrada jornalista, pesquisadora e professora mergulha na crise epistemológica que assola nosso pensamento ocidental. Presenteia-nos com uma obra que reúne experiências compartilhadas, tecendo conceitos e vivências de forma inseparável. Ao mesmo tempo ensaística, didática e confessional, a obra ultrapassa o simples debate acadêmico, demolindo idéias e convicções preconcebidas e fundindo teoria e prática, reflexão e experiência, razão e sensibilidade.

Em estoque

R$57,10

ISBN: 9788532308481

Assuntos: , , , ,

Editora: Summus Editorial

Se preferir, compre este livro nos sites de nossos parceiros abaixo:

Detalhes do Livro

ISBN 9788532308481
REF: 10848
Edição 2
Ano 2003
Nº de Páginas 156
Peso 0.2 kg
Formato 14 × 21 cm

Cremilda Medina


Cremilda Medina

Cremilda Medina é jornalista e pesquisadora. Professora aposentada da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, atua no Programa Latino-Americano de Pós-Graduação da USP. Autora de 14 livros, já organizou, com alunos de universidades brasileiras e da Universidade Fernando Pessoa da cidade do Porto, em Portugal, 43 coletâneas. Entre seus livros lançados pela Summus estão: Notícia, um produto à venda – Jornalismo na sociedade urbana e industrial; A arte de tecer o presente – Narrativa e cotidiano; e Ciência e jornalismo – Da herança positiva ao diálogo dos afetos e Atravessagem – Reflexos e reflexões na memória de repórter.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Arte de tecer o presente, A”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de…

Atravessagem

Reflexos e reflexões na memória de repórter
Cremilda Medina
R$76,70

Em estoque

Pioneira do jornalismo brasileiro, Cremilda Medina entrelaça nesta obra reflexões sobre a profissão de repórter e grandes reportagens realizadas durante sua profícua carreira. Privilegiando, como sempre, o contato em detrimento da assepsia, o humano em lugar do técnico, ela refaz sua trajetória profissional e intelectual, mostrando sua inegável contribuição para o jornalismo brasileiro.