ISBN: 9788586755408

Livraria da esquina, A

E outros contos de mulheres

Autor(es): Naomi Conte

Do Rio de Janeiro à Escandinávia, no calor tórrido entre primas em uma fazenda ou na brincadeira na neve em uma floresta nórdica, personagens de variados estilos e idades vivem o amor com naturalidade e sensualidade. Ao longo dos dezoito contos que compõem este livro, mulheres se descobrem e se fazem identificar, seja na TPM, seja nas dúvidas e titubeios, seja na paixão.

R$42,80

ISBN: 9788586755408

Assuntos: ,

Editora: Edições GLS

Se preferir, compre este livro nos sites de nossos parceiros abaixo:



Detalhes do Livro

ISBN 9788586755408
REF: 30040
Edição 1
Ano 2007
Nº de Páginas 96
Peso 0.12 kg
Formato 14 × 21 cm

Naomi Conte


Leia o sumário e as primeiras páginas deste livro abaixo ou, se preferir, faça o download do PDF

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

Download [39.30 KB]

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Livraria da esquina, A”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de…

Lado B

Histórias de mulheres
Lúcia Facco
R$42,80

“Eu vi. Ou melhor, eu a vi. Vinha andando com um colega, completamente molhada. A roupa colando no corpo, mas isso eu não vi. Eu vi apenas nascendo, nos cabelos curtos lisos e negros, fios de água que escorriam lentamente pela nuca […]”. Histórias sensíveis, inteligentes, sutis, de mulheres que vivem seus amores por outras mulheres sem alarde nem culpa. Da mesma autora de As heroínas saem do armário.

Heroínas saem do armário, As

Literatura lésbica contemporânea
Lúcia Facco
R$65,70

Os romances lésbicos produzidos atualmente não chegam a ter o status de subliteratura, porém de paraliteratura: costumam ser ignorados tanto pela crítica quanto pela academia. Para preencher essa escandalosa lacuna, Lúcia Facco, mestre em Literatura Brasileira pela UERJ, analisa cinco romances escritos por e dirigidos a lésbicas. O formato de seu trabalho já lembra um romance, construído na forma de cartas que a personagem envia a amigas e professores a respeito de sua orientação sexual. Leitura acessível, raro estudo teórico sobre o tema.