Ana Cristina Benevides Pinto

Psicóloga formada pela Universidade Federal do Ceará, psicodramatista nível III pela Sociedade de Psicodrama de São Paulo (SOPSP) e pela Federação Brasileira de Psicodrama (Febrap). Coautora dos livros Histórias de um ex‑obeso (Manole, 1994); Intervenções grupais na saúde (Ágora, 2005) e Psicodrama e emancipação – A escola de Tietê (Ágora, 2009). Psicoterapeuta da Equipe Transdisciplinar de Tratamento da Obesidade do Centro de Tratamento e Integração do Ser (Centiser), Fortaleza (CE).
E‑mail: anacristina@centiser.com.br

Livros deste autor

Exibindo todos 2 resultados

Viagens virtuais psicodramáticas

A travessia da Sociedade de Psicodrama de São Paulo
Adelsa Cunha
Ana Cristina Benevides Pinto
Denise Silva Nonoya
e mais 11 autores
R$58,40

No ano de 2020, a Sociedade de Psicodrama de São Paulo (SOPSP) completou 50 anos. Inicialmente, a ideia era realizar uma grande festa comemorativa, mas com a chegada a pandemia de Covid-19 esse plano teve de ser cancelado. Recorrendo então à criatividade e à espontaneidade – ferramentas básicas do bom psicodramatista –, a diretoria da entidade convidou diversos profissionais renomados da abordagem para realizar lives temáticas. O resultado das primeiras dramatizações online do Brasil pode ser conferido neste livro. Entre os temas aqui abordados estão transtornos alimentares, psicodrama e constelação familiar, pandemia e psicodrama, racismo e preconceito, arte e literatura na composição de histórias psicoterapêuticas, psicodrama e cultura de paz, vergonha, resiliência, socionomia, educação e sociopsicodrama, psicodrama por meios virtuais e jogos dramáticos no enfrentamento de crises.

Intervenções grupais na saúde

Ana Cristina Benevides Pinto
Arlete Portella Fontes
Carmita Abdo
e mais 8 autores
R$56,10

Este livro apresenta uma amostra do enorme potencial do psicodrama para atender os novos paradigamas da saúde: melhores condições de vida como um todo, promovendo a saúde individual e da rede social. Por suas características de modalidade participativa – que, ao mesmo tempo que confirma o sujeito, favorece a resolução dos problemas comuns -, facilita a reorganização da vida no grupo e fora dele, revendo costumes, valores, mitos e crenças. Como em todos os volumes da série, há exemplos de trabalhos de várias partes do Brasil.