Elaine Prestes

Tenho hoje 51 anos. Minha melhor experiência foi ser mãe da Mariana, que faleceu repentinamente aos 16 anos, no dia 25 de abril de 2016. Sou psicóloga clínica e sempre me dediquei ao estudo da infância. Os quase 30 anos de profissão me ensinaram muitas coisas, inclusive a sobreviver diante de uma perda tão devastadora. Sou especialista em psicoterapia clínica psicanalítica e realizei estudos de psiquiatria, psicologia e psicoterapia infantil. Sou pós-graduada em Situação de crise existencial e comportamento autodestrutivo (Viktor Frankl). Curso a pós-graduação em Suicidologia: prevenção e posvenção, processos autodestrutivos e luto (Universidade Municipal de São Caetano do Sul) e sou coautora dos livros Simplesmente Mariana, ou não! e Ágata, além de cofundadora do grupo de apoio ao luto parental Mães da Esperança e de grupo de apoio aos sobreviventes por suicídio.

Livros deste autor

Exibindo um único resultado

Revés de um parto

Luto materno
Amanda Tinoco
Cristiana Jacó Monteiro Cascaldi
Elaine Prestes
e mais 9 autores
R$53,00

Todos sabemos ser impossível catalogar a dor da perda, mas numa escala imaginária de sofrimento humano a morte de um filho certamente ocuparia o primeiro lugar. Do desespero à raiva, passando pela culpa, pela tristeza e pela aceitação, os sentimentos envolvidos nesse tipo de luto muitas vezes se misturam. Como lidar com eles sem vivenciar um aniquilamento existencial? Neste livro, doze mães trazem relatos contundentes e emocionantes sobre a experiência de perder um filho. Porém, mais do que falar da morte, elas falam da vida, honrando a memória daqueles que se foram tão jovens e mostrando que não se trata de lutar conta a dor, mas de incorporar a falta ao cotidiano, ressignificando-a. Além disso, mostram que é possível preservar a existência de quem amamos por meio da perpetuação de seu legado – seja criando grupos de apoio emocional a famílias enlutadas, seja capitaneando projetos ligados a sonhos e ideais de seus filhos. Obra fundamental para mães e pais que perderam seus filhos, bem como para sua rede de apoio, parentes e amigos.