ISBN: 9788587478337

Cultura em movimento

Matrizes africanas e ativismo negro no Brasil - Coleção Sankofa - Volume 2

Organizador(es): Elisa Larkin Nascimento

Autor(es): Beatriz Nascimento, Carlos Moore, Elisa Larkin Nascimento, Joel Rufino dos Santos, Nei Lopes, Piedade Marques, Silvany Euclênio, Vera Regina Triumpho

Tratando do legado cultural e da tradição de resistência dos descendentes de africanos no Brasil, este volume reúne ensaios e depoimentos sobre várias dimensões e aspectos. Nei Lopes e Beatriz Nascimento trazem uma perspectiva sobre o legado dos ancestrais bantos e malês; Elisa Larkin Nascimento, Joel Rufino e Abdias Nascimento, assinando pelo Conselho Deliberativo do Memorial Zumbi, esboçam uma pequena história das lutas afro-brasileiras do século XX. A questão da educação no Brasil como tema fundamental da vida e da luta dos afro-descendentes é tema de relatórios de fóruns de educadores que a abordam no seu aspecto teórico e prático. Três educadoras – Vera Regina Triumpho, Silvany Euclêncio e Piedade Marques – trazem depoimentos ricos sobre a sua experiência com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, modificada pela Lei nº 10.639 de 2003.

Em estoque

R$96,50

ISBN: 9788587478337

Assuntos: ,

Coleção: Sankofa - Matrizes africanas da cultura brasileira

Editora: Selo Negro Edições

Se preferir, compre este livro nos sites de nossos parceiros abaixo:



Detalhes do Livro

ISBN 9788587478337
REF: 40033
Edição 1
Ano 2008
Nº de Páginas 312
Peso 0.34 kg
Formato 14 × 21 cm

Elisa Larkin Nascimento

Elisa Larkin NascimentoMestre em Direito e em Ciências Sociais pela Universidade do Estado de Nova York (EUA) e doutora em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Preside o Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros (Ipeafro), que fundou com Abdias Nascimento em 1981. O Ipeafro guarda o acervo de Abdias e das instituições que ele criou. Com base nesse acervo, o Ipeafro idealiza e organiza cursos, exposições e fóruns de educadores sobre o ensino da história e cultura de matriz africana. Curadora de exposições que mostram o conteúdo do acervo, Elisa Larkin Nascimento escreveu e organizou diversos livros sobre a cultura e história africana e afro-brasileira, inclusive os cinco volumes da Coleção Sankofa. Para contato, acesse o site www.ipeafro.org.br e curta a fã-page https://www.facebook.com/Ipeafro1

Beatriz Nascimento


Beatriz Nascimento

Cursou licenciatura em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e trabalhou com o historiador José Honório Rodrigues. Pesquisadora do CPDOC e da Fundação Leopold Senghor (Senegal-Brasil), desenvolvia sua pesquisa sobre quilombo no Centro de Estudos Afro-asiáticos da Universidade Cândido Mendes. Foi co-fundadora do Grupo de Trabalho André Rebouças na Universidade Federal Fluminense (UFF). Elaborou o roteiro e narrou o longa-metragem Ori: consciência negra (dirigido por Raquel Gerber, 1989), premiado em diversos festivais internacionais (Burkina Faso, Portugal, Japão e Estados Unidos). Era mestranda da Escola de Comunicação da UFRJ, sob a orientação de Muniz Sodré, quando faleceu em 1995.

Carlos Moore


Carlos Moore

Doutor em Ciencias Humanas e doutor em Etnologia pela Universidade de Paris-7, na Franca. Pesquisador Titular Honorário (Honorary Research Fellow) na Escola para Estudos de Pós-Graduação e Pesquisa na Universidade do Caribe (UWI), Kingston, Jamaica. É autor de African presence in the Americas (1995); Castro, the blacks, and Africa (1989); Th is bitch of a life; Cette putain de vie (1982).

Elisa Larkin Nascimento


Elisa Larkin Nascimento

Mestre em Direito e em Ciências Sociais pela Universidade do Estado de Nova York (EUA) e doutora em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP). Preside o Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros (Ipeafro), que fundou com Abdias Nascimento em 1981. O Ipeafro guarda o acervo de Abdias e das instituições que ele criou. Com base nesse acervo, o Ipeafro idealiza e organiza cursos, exposições e fóruns de educadores sobre o ensino da história e cultura de matriz africana. Curadora de exposições que mostram o conteúdo do acervo, Elisa Larkin Nascimento escreveu e organizou diversos livros sobre a cultura e história africana e afro-brasileira, inclusive os cinco volumes da Coleção Sankofa. Para contato, acesse o site www.ipeafro.org.br e curta a fã-page https://www.facebook.com/Ipeafro1

Joel Rufino dos Santos


Joel Rufino dos Santos

Historiador, escritor e professor aposentado de Literatura Brasileira da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Foi presidente da Fundação Cultural Palmares e membro brasileiro do Comitê Científi co Internacional do programa Rota do Escravo, da Unesco.

Nei Lopes


Nei Lopes

Nascido na zona suburbana carioca em maio de 1942, Nei Lopes bacharelou-se pela antiga Faculdade Nacional de Direito da atual UFRJ aos 24 anos de idade. No início dos anos de 1970, abandonando a advocacia, encetou carreira artística, tornando-se compositor profissional de música popular. Na década seguinte, destacou-se também por sua militância pelos direitos civis do povo negro, publicando, a partir de 1981 alguns livros pioneiros como, principalmente, Bantos, Malês e identidade negra; O negro no Rio de Janeiro e sua tradição musical; Sambeabá; e Novo dicionário banto do Brasil, além de artigos e ensaios no exterior e coletâneas de contos e poemas, sempre evidenciando sua condição de brasileiro afro-descendente. Na música popular, é autor consagrado em parcerias e interpretações de grandes nomes do cenário artístico brasileiro, sendo também intérprete de suas próprias obras.

Piedade Marques


Piedade Marques

Professora da rede pública municipal do Cabo de Santo Agostinho (PE) e graduada em Filosofi a pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), além de especialista em associativismo e cooperativismo pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), especialista em políticas culturais pela UFPE e ativista da Articulação Negra de Pernambuco.

Silvany Euclênio


Silvany Euclênio

Cursou licenciatura em História pela Universidade Federal de Goiás (UFG), dedicando-se durante vinte anos ao ativismo voluntário no movimento negro e aos estudos para compreender as dimensões que o racismo assume em nosso país. Atualmente, coordena o projeto Baobá, da Secretaria de Educação do Governo Municipal de Ribeirão Preto, com vistas à implementação da Lei nº- 10.639/2003.

Vera Regina Triumpho


Vera Regina Triumpho

Professora aposentada da rede estadual de ensino do Rio Grande do Sul. Coordenou o projeto “O Negro e a Educação”, da Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul, no período de 1987 até 1991. Coordenadora estadual dos Agentes de Pastoral Negros do Regional Sul 3, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e coordenadora do Coletivo Estadual de Educadores Negros dos Agentes de Pastoral Negros (APNs/RS), foi integrante do Grupo de Trabalho Interministerial (GTI) para Valorização da População Negra do Ministério da Justiça no período de 1996 até 1999 e organizou o livro Rio Grande do Sul: aspectos da negritude, publicado em 1991.

Leia o sumário e as primeiras páginas deste livro abaixo ou, se preferir, faça o download do PDF

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

Download [248.51 KB]

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Cultura em movimento”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de…

Afrocentricidade

Uma abordagem epistemológica inovadora - Coleção Sankofa - Volume 4
Abdias Nascimento
Ama Mazama
Asa G. Hilliard III
e mais 12 autores
R$108,80

Em estoque

Esta antologia reúne textos de estudiosos e ativistas da abordagem afrocentrada. Apresenta a postura básica dessa linha de pensamento e seus fundamentos teóricos, bem como reflexões e levantamentos sobre sua presença no Brasil, acompanhados de trabalhos sobre temas específicos como: psicologia, a mulher afrodescendente, assistência social e educação multicultural.

Matriz africana no mundo, A

Coleção Sankofa - Volume 1
Anani Dzidzienyo
Carlos Moore
Elisa Larkin Nascimento
e mais 5 autores
R$88,00

Em estoque

Neste volume ilustrado, Elisa Larkin Nascimento faz um resumo da pesquisa pioneira de Cheikh Anta Diop e seus seguidores, que comprovam a influência da matriz negro-africana em todo o mundo, desde a Antigüidade até os tempos modernos. O escritor ganense Michael Hamenoo, bem como os angolanos Francisco Romão de Oliveira e Ismael Diogo da Silva, contribuem com análises do legado colonial e da África contemporânea. Elisa Larkin Nascimento e Carlos Moore Wedderburn apresentam uma visão geral das lutas pan-africanas na África e na diáspora americana. Anani Dzidzienyo aborda a questão das relações internacionais entre África e diáspora, focalizando o Brasil.

Sortilégio da cor, O

Identidade, raça e gênero no Brasil
Elisa Larkin Nascimento
R$115,60

Em estoque

Livro que se insere na nova corrente de reflexões sobre o negro brasileiro. Colocando o problema da identidade no centro de sua análise, a autora mostra que a identidade não é apenas um conceito teórico, mas se manifesta concretamente na realidade social. O livro descreve a recusa dos afrodescendentes em ver sua identidade diluída em uma homogeneidade cultural ditada pela branquitude e pelo universalismo europeu.

Guerreiras de natureza

Mulher negra, religiosidade e ambiente - Coleção Sankofa - Volume 3
Aderbal Moreira Ashogun
Carlos Moore
Clarice Novaes da Mota
e mais 13 autores
R$88,00

Em estoque

A mulher negra conquistou seu espaço na sociedade por meio de grandes lutas, testemunhadas neste volume por lideranças e pensadoras como Lélia Gonzalez, Sueli Carneiro, Hédio Silva Jr. e Helena Theodoro. A tradição religiosa afro-brasileira valoriza o papel da mulher e reúne uma sabedoria guardada por ela como protagonista da vida de sua comunidade. A tradição dos orixás cultiva uma rica e dinâmica relação com a natureza, antecedendo por milênios a repentina preocupação do Ocidente atual sobre o meio ambiente. Com apresentação de Mãe Beata de Yemonjá e ensaios de Dandara, Nei Lopes e Aderbal Moreira Axogum, entre outros, este volume explora as diversas implicações dessa tradição para a interação do ser humano com as forças da natureza. No processo, elucida várias dimensões do impacto negativo da intolerância religiosa na sociedade contemporânea.