Antônio C. Cesarino

Médico pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Residente em Psiquiatria no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Doutor pela Universidade de Heidelberg, na Alemanha e didata pela Sociedade de Psicodrama de São Paulo (SOPSP). Foi professor da Faculdade de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC‑SP), da Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu (Unesp) e professor auxiliar de Medicina da Santa Casa de São Paulo. Foi coordenador de Saúde Mental da Prefeitura Municipal de São Paulo, supervisor de programas de saúde mental da Prefeitura de Santos, membro do Conselho Regional de Medicina de São Paulo, vice‑presidente do Sindicato dos Médicos de São Paulo e membro da Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo.

Livros deste autor

Exibindo todos 3 resultados

Psicodrama nas Instituições

(Cadernos de Psicodrama)
Antônio C. Cesarino
Luiza Ricotta
Milene De Stefano Féo
R$51,00

Em estoque

Utilizado em situações e contextos fora do consultório, o psicodrama está assumindo feições próprias no Brasil. O psicodramatista alcança resultados satisfatórios em hospitais, ambientes de trabalho, instituições etc. Nesse volume está exposta esta prática e seus fundamentos teóricos.

Psicodrama em espaços públicos

Práticas e reflexões
Ana Maria Fonseca Zampieri
André Marcelo Dedomenico
Antônio C. Cesarino
e mais 20 autores
R$64,20

Em estoque

Mariângela Wechsler e Regina Monteiro reuniram nesta obra especialistas em grandes grupos para compartilhar suas experiências em espaços públicos. Em 17 artigos, teoria e prática se entrelaçam de forma e didática, fornecendo ferramentas inestimáveis para todos os que pesquisam a área ou trabalham nela. O objetivo é transformar a comunidade e os psicodramatistas em agentes sociais, atores e autores de seus caminhos.

Ética nos grupos, A

Contribuição do psicodrama
Aníbal Mezher
Antônio C. Cesarino
Camila Salles Gonçalves
e mais 4 autores
R$62,80

Em estoque

São sete autores de primeira linha escrevendo sobre a práxis da ética. Eles abordam temas como a questão do sigilo nos grupos, cidadania e educação, e os conceitos de formação moral e ética que, segundo os autores, não se ensina mas dá-se como exemplo e constrói-se na relação.