ISBN: 9788532306531

Papel do jornal e a profissão de jornalista, O

Edição revista, atualizada e ampliada

Autor(es): Alberto Dines

Alberto Dines é um dos mais respeitados jornalistas brasileiros e discute há décadas o papel da imprensa nos rumos políticos do país. Esta nona edição de O papel do jornal comemora os 35 anos de publicação do livro. Embora o contexto original fosse bem diferente do atual, os assuntos base da primeira edição permanecem: ética, exercício da profissão de jornalista, interesse público. Dines retoma um assunto que ele ressaltou em 1985: a necessidade do diploma de jornalismo para que se exerça a atividade.

Em estoque

R$76,70

ISBN: 9788532306531

Assuntos: ,

Coleção: Novas Buscas em Comunicação

Editora: Summus Editorial

Se preferir, compre este livro nos sites de nossos parceiros abaixo:



Detalhes do Livro

ISBN 9788532306531
REF: 10653
Edição 9
Ano 2009
Nº de Páginas 192
Peso 0.34 kg
Formato 17 × 24 cm

Alberto Dines


Alberto Dines

  Jornalista desde 1952,  foi repórter das revistas Visão e Manchete, editor da Última Hora e do Diário da Noite e criador de Fatos e Fotos. No Jornal do Brasil, ao longo de quase doze anos, deu sequência a uma reforma editorial que marcou o jornalismo brasileiro. Nesse período, editou os “Cadernos de Jornalismo e Comunicação” (1965-1973), experiência pioneira de reflexão sobre mídia. Precursor da função de ombudsman com a coluna “Jornal dos Jornais” (Folha de S.Paulo, 1975-1977), na Folha também foi diretor da sucursal do Rio de Janeiro e colunista político. Dines foi professor de jornalismo na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), professor-visitante na Universidade de Columbia (Nova York) e um dos criadores, na Unicamp, do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) – onde em 1996 foi desenvolvido o projeto do “Observatório da Imprensa”, hoje com edições na TV e no rádio. Organizou a edição fac-similar da coleção do Correio Braziliense, primeiro periódico a circular no Brasil. Foi diretor editorial do Grupo Abril em Portugal, onde viveu entre 1988 e 1995, trabalhando e realizando pesquisas para Vínculos do fogo – Antônio José da Silva, o Judeu, e outras história da Inquisição em Portugal e no Brasil, Tomo I. É autor de livros de ficção, reportagem, história e biografias. Destas, a mais conhecida é Morte no Paraíso, a tragédia de Stefan Zweig, com diversas edições no Brasil e no exterior, além de publicar pela Summus Editorial o livro O papel do jornal e a profissão de jornalista (2009).

Leia o sumário e as primeiras páginas deste livro abaixo ou, se preferir, faça o download do PDF

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

Download [492.19 KB]

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Papel do jornal e a profissão de jornalista, O”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de…

Jornalismo, ética e liberdade

Edição revista e atualizada
Francisco José Karam
R$76,00

Em estoque

O autor defende nesta obra uma ética universal específica para o jornalista, com traços operativos distintos das demais profissões. Demonstra que a ética jornalística não se reduz à normatização escrita, mas faz parte do processo interior do profissional, que deve se refletir no trabalho cotidiano e se relacionar à totalidade social. Com base em teoria e filosofia do jornalismo, faz um balanço de diversos códigos de conduta jornalísticos vigentes no país e no exterior, analisando temas como cláusula de consciência, interesse público e privacidade, métodos lícitos e ilícitos na obtenção de informação. Analisa também princípios como verdade, objetividade e exatidão. Obra fundamental para a discussão de um tema atual e extremamente polêmico.

Lições de jornalismo

Odir Cunha
R$57,10

Em estoque

Com sua experiência de mais de 40 anos na área, Odir Cunha oferece ao leitor 60 lições sobre as dores e as delícias de ser jornalista. Profissional multifacetado, que passou por diversas áreas da comunicação, ele aborda os seguintes temas-chave para os que sonham com a carreira: humildade, respeito, isenção, precisão, empatia, abnegação, técnica, conhecimento, ousadia e criatividade. Porém, longe de manter um tom professoral em suas lições, Cunha estabelece um diálogo franco e amigável. Com certeza, ao final da leitura, muitos dos leitores terão sido mordidos pelo bichinho do jornalismo.