Dagoberto José Fonseca

É gradua­do, mestre e doutor em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). É docente da Faculdade de Ciências e Letras da Uni­versidade Estadual Paulista (Unesp), estando vinculado ao Departamento de Antropologia, Política e Filosofia e ao Programa de Pós-Graduação em Sociologia da mesma instituição. Entre 2005 e 2007, foi coordenador geral do Programa de Ações Afirmativas para a População Afro-Brasileira do Núcleo Negro da Unesp para Pesquisa e Ex­tensão (Nupe). Atualmente, coordena o Centro de Estudos das Culturas e Línguas Africanas e da Diáspora Negra (Cladin), também da Unesp. É autor do livro Políticas públicas e ações afirmativas da coleção Consciência em Debate.

Livros deste autor

Exibindo todos 2 resultados

Políticas públicas e ações afirmativas

Consciência em Debate
Dagoberto José Fonseca
R$31,90

Em estoque

As políticas públicas no Brasil sempre foram implementadas em benefício de uns e prejuízo de outros. Resgatando o passado histórico brasileiro da época do “descobrimento” até os dias recentes, o autor mostra que o Estado brasileiro deixou sistematicamente de lado negros e indígenas na constituição da sociedade democrática. Fonseca fundamenta, assim, a necessidade de ações afirmativas que resgatem a dignidade e a autonomia dos excluídos.Num momento em que nosso país depara com temas polêmicos, como o Estatuto da Igualdade Racial e as cotas em universidades, a Coleção Consciência em Debate pretende discutir assuntos prementes que interessam não somente aos movimentos negros como a todos os brasileiros.Fundamental para educadores, pesquisadores, militantes e estudantes de todos os níveis de ensino. Coordenação de Vera Lúcia Benedito.

Você conhece aquela?

A piada, o riso e o racismo à brasileira
Dagoberto José Fonseca
R$51,00

Em estoque

A piada, cujo intuito é provocar o riso e dissimular conflitos, explicita com jeitinho a fragilidade da democracia racial e social brasileira, tornando ainda transparente a tentativa padronizadora perpetrada pelo branqueamento. Aqui, o autor analisa como as piadas sobre negros contribuem para propagar o racismo e abre caminho para discutirmos mais profundamente as relações étnico-raciais em nosso país.