ISBN: 9788532303684

Rumos [do] jornalismo cultural

Autor(es): András Szantó, André Vallias, Angélica de Moraes, Antonio Prada, Cremilda Medina, Felipe Lindoso, Gabriel Priolli, Gilmar de Carvalho, Giselle Beiguelman, Humberto Werneck, Israel do Vale, Kiko Ferreira, Marcelo Dantas, Marcos Cuzziol, Maria Hirszman, Mauricio Stycer, Nelson Hoineff, Paulo Roberto Pires, Pedro Dória, Teixeira Coelho, Ángeles García Vargas

Instigante e inovadora, esta obra, produzida em co-edição com o Itaú Cultural, ambiciona divulgar reflexões sobre o jornalismo cultural praticado hoje no Brasil e no exterior por meio de uma série de textos de destacados jornalistas brasileiros e estrangeiros, professores universitários, profissionais das artes e estudantes de jornalismo.Edição de luxo, encadernada e totalmente em quatro cores.

Em estoque

R$119,80

ISBN: 9788532303684

Assuntos: ,

Editora: Summus Editorial

Se preferir, compre este livro nos sites de nossos parceiros abaixo:

Detalhes do Livro

ISBN 9788532303684
REF: 10368
Edição 1
Ano 2007
Nº de Páginas 232
Peso 0.7 kg
Formato 21 × 24 cm

András Szantó

André Vallias

Ángeles García Vargas

Angélica de Moraes

Antonio Prada

Cremilda Medina

Cremilda Medina

Cremilda Medina é jornalista e pesquisadora. Professora aposentada da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, atua no Programa Latino-Americano de Pós-Graduação da USP. Autora de 14 livros, já organizou, com alunos de universidades brasileiras e da Universidade Fernando Pessoa da cidade do Porto, em Portugal, 43 coletâneas. Entre seus livros lançados pela Summus estão: Notícia, um produto à venda – Jornalismo na sociedade urbana e industrial; A arte de tecer o presente – Narrativa e cotidiano; e Ciência e jornalismo – Da herança positiva ao diálogo dos afetos e Atravessagem – Reflexos e reflexões na memória de repórter.

Felipe Lindoso

  É antropólogo, jornalista, editor, curador da área de literatura e ex-consultor da Cerlalc, autor dos livros O Brasil pode ser um país de leitores (Summus, 2004) e Rumos [do] jornalismo cultural (Summus, 2007).

Gabriel Priolli

Gabriel Priolli é jornalista e diretor de televisão. Iniciou a carreira na TV Cultura de São Paulo, onde foi de repórter a apresentador e diretor responsável pela programação. Atuou nos principais veículos da mídia impressa e eletrônica: Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Gazeta Mercantil, Veja, Época, Carta Capital, TV Globo, TV Bandeirantes, TV Record e TV Gazeta, entre outros. Foi um dos impulsionadores da televisão universitária no país e articulou canais públicos do continente na Televisão América Latina. Lecionou na PUC-SP, FAAP e FIAM. Foi membro do Conselho de Comunicação Social do Congresso, do Conselho Superior do Cinema e do Conselho Consultivo do Sistema Brasileiro de TV Digital. Atualmente, trabalha com consultoria em comunicação política, televisão e jornalismo.  

Gilmar de Carvalho

Giselle Beiguelman

Humberto Werneck

Israel do Vale

Kiko Ferreira

Marcelo Dantas

Marcos Cuzziol

Maria Hirszman

Mauricio Stycer

Nelson Hoineff

Paulo Roberto Pires

Pedro Dória

Teixeira Coelho

Leia o sumário e as primeiras páginas deste livro abaixo ou, se preferir, faça o download do PDF

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

Download [452.59 KB]

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Rumos [do] jornalismo cultural”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de…

Jornalismo cultural no século 21

Literatura, artes visuais, teatro, cinema, música [A história, as novas plataformas, o ensino e as tendências na prática]
Franthiesco Ballerini
R$83,70

Em estoque

No mercado editorial brasileiro e mundial, existem poucas obras dedicadas ao universo do jornalismo cultural, muito embora ele atraia cada vez mais profissionais e responda por uma fatia importante do faturamento dos veículos de comunicação. Buscando preencher essa lacuna, Franthiesco Ballerini oferece ao leitor um panorama amplo e aprofundado do tema. Partindo de um histórico do surgimento e da consolidação do jornalismo cultural no Brasil e no mundo, o autor mostra como a atuação nesse nicho se consolidou ao longo dos séculos e em seguida mergulha nas principais áreas cobertas por ele: literatura, artes visuais, teatro, cinema e música. Mas não só: atento às mudanças provocadas pelo advento da internet, Ballerini fala sobre os novos universos – como games, gastronomia e moda – e as novas plataformas – portais, redes sociais – em que os jornalistas especializados podem atuar. Contando com entrevistas detalhadas com os jornalistas culturais mais importantes em atividade no Brasil, a obra traz ainda um capítulo sobre o ensino universitário da especialidade e um ensaio sobre as inter-relações entre consumo e cultura.