‘PARA MEDITAR, É SÓ COMEÇAR’

A edição de 1º de abril da revista Viva Saúde fez ampla reportagem sobre meditação. A técnica que faz a mente se “desligar” das preocupações por alguns instantes ajuda a reduzir a ansiedade, barra os efeitos negativos do estresse no corpo, ameniza a dor, entre outros benefícios. O dr. Roberto Cardoso, autor do livro Medicina e meditação (MG Editores), é um dos entrevistados. Leia a matéria na íntegra: http://goo.gl/tMmUt2

Em seu livro, o médico mostra que a meditação é acessível mesmo àqueles que não querem praticar rituais para aprendê-la. Grande pesquisador do assunto, ele explica os benefícios da prática e ensina, em linguagem direta e envolvente, diversos tipos de meditação que podem ser aplicados no dia a dia. 50065Embasada em pesquisas de ponta, o livro já conquistou projeção internacional e tem sido fonte para elaboração de teses de pós-graduação e artigos científicos em vários países. “A definição operacional da meditação ganhou o mundo”, complementa o autor.

Dirigida tanto às pessoas que já praticam alguma forma de meditação como àquelas que gostariam de conhecer melhor o tema, o livro traz novidades científicas e amplia as técnicas meditativas. Estudioso e praticante do método há mais de trinta anos, Cardoso conta tudo que aprendeu; alia conhecimentos teóricos, prazer pessoal e experiência didática, tratando a meditação como um tema de saúde e apresentando os benefícios do método.

Com base em estudos e artigos publicados, o autor explica o que é meditação e o bem que faz à saúde, além de ensinar várias técnicas, incluindo as melhores posições para a prática, os cuidados com a respiração e as dificuldades iniciais. Explica, ainda, os efeitos psicofísicos da meditação e seus possíveis usos terapêuticos. Além disso, apresenta a alternativa de meditar caminhando para aqueles que não conseguem se imaginar sentados, imóveis.

“Quando falamos em meditar, geralmente se imagina alguém muito sério, sisudo, sentado com as pernas cruzadas, com as mãos sobre os joelhos, os dedos formando círculos, e repetindo sons que ninguém consegue entender. Na verdade, essa é uma falsa ideia, uma impressão distorcida”, afirma o autor. Para meditar, diz ele, não é preciso ficar triste nem de “cara feia”, ao contrário, pode ser um momento de grande alegria.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1248/Medicina+e+medita%C3%A7%C3%A3o

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*