ISBN: 9788571833302

Em cena

Psicodrama público contemporâneo

Organizador(es): Mariana Kawazoe, Valéria Barcellos

Autor(es): Adriana Piterbarg, Alyson Ryan Rocha, Antonio Carlos Souza (Tom), Blévio Zanon, Camila Tyrrell Tavares, Carmen De los Santos, Cláudio Augusto Ferreira, Cristiane Tavares Romano, Elvi Ríos, Graciela De Luca, Jair Meller Cardoso, Laura de Souza Z. Vomero, Lúcio Guilherme Ferracini, Maria da Penha Nery, Mariana Kawazoe, Mariana Tornelli de A. Cunha, Márcia Pereira Bernardes, Pedro Mascarenhas, Thayse Elis Salvalagio, Valeria Barcellos

Este livro contém relatos de autores que conduziram atividades no “Em Cena” no 14º Congresso Iberoamericano de Psicodrama, ocorrido em Florianópolis (SC) em 2023. O “Em Cena” é a modalidade do congresso destinada aos participantes do evento e ao público da cidade, que cede o espaço para intervenções grupais. Cada diretor(a) e sua equipe compartilham olhares diferentes a partir do mesmo espaço e de condições semelhantes, porém com participações inesperadas e surpresas reveladas ao longo dos sociodramas. Cada psicodramatista, com seus recursos e sua experiência, propôs atividades interessantes e criativas, ativando fenômenos coconscientes e coinconscientes.

R$55,70

Calcular Frete
Forma de Envio Custo Estimado Entrega Estimada
ISBN: 9788571833302

Assuntos: ,

Editora: Editora Ágora

Se preferir, compre este livro nos sites de nossos parceiros abaixo:



Detalhes do Livro

ISBN 9788571833302
REF: 20330
Edição 1
Ano 2024
Nº de Páginas 120
Peso 0,158 kg
Formato 0,50 × 14 × 21 cm

Mariana Kawazoe

Psicóloga e orientadora profissional pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), psicodramatista didata-supervisora pela Federação Brasileira de Psicodrama (Febrap) e especialista em Psicologia Clínica pelo Conselho Regional de Psicologia (CRP). É autora da edição especial “Psicoterapias: psicodrama”, da revista Mente e Cérebro. Foi revisora técnica de livros traduzidos sobre a abordagem e assistente de edição na Daimon Editora.

Valeria Barcellos

Psicóloga clínica formada pelo Instituto Unificado Paulista (Objetivo). É psicodramatista didata supervisora pela Federação Brasileira de Psicodrama (Febrap) e foi membro fundador do primeiro grupo de Teatro de Reprise. Participou do grupo Gota D’Água e da Companhia de Teatro Espontâneo, dirigida por Moysés Aguiar. Atuou com o psicodrama na enfermaria de psicóticos em um hospital municipal e trabalhou no hospital-dia para crianças com distúrbios emocionais graves, onde criou o setor de atendimento dos pais. Realizou trabalho social com a Polícia Militar, mobilizando os soldados para encaminhar os usuários de crack para tratamento na área da saúde. Faz parte da coordenação do Psicodrama Público de São Paulo desde 2003. É artista plástica e desenha utilizando técnicas mistas e aquarela.

Adriana Piterbarg


Psicóloga, psicodramatista, psicóloga social, diretora de teatro espontâneo e escultora. Essa formação, somada à sua experiência profissional, permite-lhe articular arte e saúde mental. Fundadora e diretora da Escuela de Arte y Psicodrama, é responsável pela formação, capacitação e aperfeiçoamento de psicodramatistas na América Latina. Atua nas áreas clínica, pedagógica e social. Seu trabalho consiste em provocar nos atores sociais uma mudança de atitude orientada, do protesto à proposta, buscando melhorar a qualidade da vida pessoal, vincular e social. Escreveu vários livros e artigos. Tem ampla experiência na coordenação de atividades sociocomunitárias e já dirigiu mais de 3 mil pessoas em psicodramas públicos.

Alyson Ryan Rocha


Bacharel em Psicologia e estudante de psicodrama. Sua atuação profissional inclui experiência como psicólogo clínico e psicólogo socioeducativo na Associação Operação Alegria, em São José do Rio Preto (SP). Atualmente, ocupa o cargo de presidente do Instituto Rio-Pretense de Psicodrama.

Antonio Carlos Souza (Tom)


Psiquiatra, ex-professor de Psicopatologia e Psicofarmacologia na Escola Bahiana de Psicologia. Psicodramatista didata supervisor pela Federação Brasileira de Psicodrama (Febrap), é diretor de teatro espontâneo e autor do blogue Psicodrama e Teatro Espontâneo.

Blévio Zanon


Bacharel em Ciência da Computação pelo Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (USP). Trabalhou 31 anos na indústria de informática, especialmente com foco na gestão de pessoas, na gestão de projetos e na gestão financeira (América Latina). Tem formação musical na Escola de Música Espaço Musical Ricardo Breim e curso livre de Viola Caipira (avançado) na Escola de Música do Estado de São Paulo (Emesp Tom Jobim). É psicodramatista didata com foco socioeducacional pelo Instituto Sedes Sapientiae.

Camila Tyrrell Tavares


Filha de uma psicóloga e de um astrofísico, mistura cheia de temperos que resultou em alegria pela vida, curiosidade, gosto pela ciência e amor pelo ser humano. Farmacêutica bioquímica (Universidade Paulista – Unip) por formação, psicodramatista didata (Associação Brasileira de Psicodrama e sociodrama – ABPS) por paixão, educadora e atriz de teatro por amor, é graduanda em Psicologia (Unip). Atua como facilitadora de grupos desde 2003 em ações de desenvolvimento humano e aprendizagem, com base na socionomia de Jacob Levy Moreno, na andragogia e na neurociência. Atualmente, está à frente do DC Grupo de Teatro Espontâneo, que se dedica ao estudo da modalidade teatro debate no formato proposto por Moysés Aguiar.

Carmen De los Santos


Psicóloga, psicodramatista e psicoterapeuta, é professora adjunta do Instituto de Psicologia Clínica da Faculdade de Psicologia da Universidade da República. Mestre em Estudos Culturais, com ênfase em Cultura Visual, pela Escuela Latinoamericana de Postgrado (Santiago do Chile). Mestre em Educação, Sociedade e Política (Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales, Uruguai). Dirige a Compañía Persona de Psicodrama y Artes (Montevidéu) e foi presidente do 13o Congresso Iberoamericano de Psicodrama. Dirigiu o documentário Ahí, ahora — Una experiencia de Instalación Spinoza en el Museo de la Memoria (2010). Publicou Deseo de Psicodrama — Imágenes, instalaciones y paisajes en movimiento (Psicolibros, 2023). Escreve poesia e narrativa. Musicista e compositora, está trabalhando em seu primeiro álbum.

Cláudio Augusto Ferreira


Jornalista e sociodramatista com especialização pela Associação Brasiliense de Psicodrama e Sociodrama (ABP). Faz trabalhos voluntários de sociodrama com grupos de idosos de regiões periféricas do Distrito Federal.

Cristiane Tavares Romano


Psicóloga, psicodramatista pela Sociedade Paulistana de Psicodrama (Sovap) e psicodramatista didata pela Associação Brasileira de Psicodrama e Sociodrama (ABPS), diretora de ensino da ABPS (gestões 2018‑2019/ 2020‑2021), com pós‑graduação em Terapia de Casal e Família pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC‑SP). Tem formações complementares em Terapia Cognitivo- -Comportamental pelo Centro de Estudos em Terapia Cognitivo-Comportamental (CETCC),Terapia Cognitiva Narrativa & Focada na Compaixão pelo Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IPq-HCFMUSP), Filosofia Oriental pela Sociedade Brasileira de Filosofia e Psicologia Oriental, facilitadora e didata em meditação na área da saúde pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e formação em Neuropsicologia pelo CETCC.

Elvi Ríos


Psicodramatista, psicóloga social e professora, coordena grupos de Formação em Psicodrama da Escuela de Arte y Psicodrama (Buenos Aires). É especialista em Psicodrama e Criatividade, ministrando workshops e seminários que fornecem ferramentas para trabalho em grupo, organizacional e comunitário. Coordenou “Cenas do Povo” no âmbito do multipsicodrama comunitário da Grande Buenos Aires e dos sociopsicodramas mundiais e em outros eventos do mesmo formato. É coautora de Repensar la educación (Vergara, 2019).

Graciela De Luca


Psicodramatista. Graduada em Educação com especialização em Psicanálise e Psicopedagogia Clínica. Escritora, há 28 anos coordena grupos de psicodrama para formação de psicodramatistas e arteterapeutas. Realiza intervenções pedagógicas, sociodramáticas e psicoeducativas em instituições formais e não formais de diversas províncias da Argentina. Expositora, coordenadora de workshops em jornadas e congressos no país e no exterior, é docente da Escuela de Arte y Psicodrama (Buenos Aires). Entre seus livros estão Andamiajes creativos — Experiencias y recursos en educación, arte y salud (Letra Viva, 2019) e Lo que cuenta — Encontrar en el cuento la propia voz. El cuento y su efecto terapéutico (Letra Viva, 2023).

Jair Meller Cardoso


Mestrando em Psicologia Social e Cultura na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), pós-graduando em Psicodrama pela Locus Psicodrama (Florianópolis) e pós-graduado em Psicologia Clínica pela Facuminas. Graduado em Psicologia com mérito estudantil pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali). Atualmente, é professor do curso de graduação em Psicologia e no Colégio de Aplicação da Univali e nos projetos de extensão universitária Sarau Informal e Nova Vida (UFSC). Também desempenha a função de psicólogo responsável técnico do Serviço-Escola de Psicologia da Univali.

Laura de Souza Z. Vomero


Psicóloga e psicodramatista, tem seu trabalho enriquecido pela formação em terapeuta corporal na escola de Kundalini Yoga. Atualmente, realiza atividades como psicoterapeuta individual e grupal, sendo professora, supervisora e pesquisadora nas áreas de psicodrama, relações raciais e de gênero, corpo e poder. Com publicações nesses campos, foi agraciada com o Prêmio de Menção Honrosa no 23o Congresso Brasileiro de Psicodrama (2022) pelo trabalho intitulado “Psicodrama e o impacto da conserva colonial: o uterodrama”. É co-organizadora do livro Sexualidades, corpos e poder — Desobediências criadoras (Ágora, 2024).

Lúcio Guilherme Ferracini


Psicólogo especialista em Psicologia da Saúde/Hospitalar; psicodramatista didata supervisor com formação em Cuidados Paliativos; mestre em Ensino de Ciências da Saúde pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Professor supervisor e presidente da Associação Brasileira de Psicodrama e Sociodrama (ABPS) nas gestões 2019‑2020 e 2021‑2022. Psicoterapeuta em consultório particular; docente do curso de Psicologia do Centro Universitário FMU. Coautor dos livros Psicodrama e relações raciais – Diálogos e reflexões (Ágora, 2020) e Viagens virtuais psicodramáticas – A travessia da Sociedade de Psicodrama de São Paulo (Ágora, 2022). Áreas de interesse: luto, arte, fenomenologia, existencialismo e psicodrama.

Márcia Pereira Bernardes


Doutora em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), é psicodramatista didata supervisora e diretora de ensino, pesquisa e extensão da Escola Locus Psicodrama (Florianópolis). É também psicoterapeuta e autora. Maria Cecília Veluk Dias Baptista Psicóloga clínica e organizacional e psicodramatista didata supervisora, é terapeuta sistêmica de casal e família. É coordenadora e supervisora de cursos de Terapia de Casal e Família, terapeuta de hipnose ericksoniana, de EMDR e de brainspotting. Diretora fundadora, docente e supervisora do Delphos Espaço Psicossocial (Rio de Janeiro), foi presidente da Federação Brasileira de Psicodrama (Febrap), do Congresso Brasileiro de Psicodrama e da Associação de Terapia Familiar do Rio de Janeiro (ATF-RJ). Também atuou como: vice-presidente da Associação Brasileira de Terapia Familiar (ABTF); presidente e vice-presidente do X Congresso Brasileiro de Terapia Familiar; diretora científica da ATF-RJ; e diretora científica do XIII Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. É organizadora e coautora de diversos livros das áreas de família e psicodrama.

Maria da Penha Nery


Maria da Penha Nery

Doutora em Psicologia pela Universidade de Brasília. Psicodramatista didata supervisora pela Federação Brasileira de Psicodrama (Febrap). Autora de artigos científicos e dos livros Grupos e intervenção em conflitos (Ágora, 2010), Vínculo e afetividade (2014) e Em cena (2024). Organizadora dos livros Intervenções grupais (Ágora, 2012) e co-organizadora de Sexualidades, corpos e poder (Ágora, 2024).

Mariana Kawazoe


Psicóloga e orientadora profissional pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), psicodramatista didata-supervisora pela Federação Brasileira de Psicodrama (Febrap) e especialista em Psicologia Clínica pelo Conselho Regional de Psicologia (CRP). É autora da edição especial “Psicoterapias: psicodrama”, da revista Mente e Cérebro. Foi revisora técnica de livros traduzidos sobre a abordagem e assistente de edição na Daimon Editora.

Mariana Tornelli de A. Cunha


Mestranda em Psicologia Clínica e Cultura pela Universidade de Brasília (UnB), é psicodramatista didata pelo Instituto Mineiro de Psicodrama (Impsi) e psicóloga pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Trabalha com processos psicoterapêuticos atendendo adolescentes e adultos em contextos individuais e coletivos. Estuda e pesquisa temas relacionados com psicodrama, arte e política.

Pedro Mascarenhas


Psiquiatra, psicodramatista e psicanalista, foi membro da coordenação dos psicodramas públicos por 18 anos. Atualmente, é membro do Núcleo Semente do Instituto Sedes Sapientiae, que atua no campo do trabalho e saúde mental. É membro do Departamento de Psicanálise do Sedes e professor supervisor de Psicodrama.

Thayse Elis Salvalagio


Psicóloga pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali), é pós-graduanda em Psicodrama pela Sociedade de Psicodrama de São Paulo (Sopsp). Realizou intercâmbio na Universidad de Sevilla, onde estudou grupos e desenvolvimento humano. É psicóloga clínica e coordenadora de grupos psicoterapêuticos.

Valeria Barcellos


Psicóloga clínica formada pelo Instituto Unificado Paulista (Objetivo). É psicodramatista didata supervisora pela Federação Brasileira de Psicodrama (Febrap) e foi membro fundador do primeiro grupo de Teatro de Reprise. Participou do grupo Gota D’Água e da Companhia de Teatro Espontâneo, dirigida por Moysés Aguiar. Atuou com o psicodrama na enfermaria de psicóticos em um hospital municipal e trabalhou no hospital-dia para crianças com distúrbios emocionais graves, onde criou o setor de atendimento dos pais. Realizou trabalho social com a Polícia Militar, mobilizando os soldados para encaminhar os usuários de crack para tratamento na área da saúde. Faz parte da coordenação do Psicodrama Público de São Paulo desde 2003. É artista plástica e desenha utilizando técnicas mistas e aquarela.

Leia o sumário e as primeiras páginas deste livro abaixo ou, se preferir, faça o download do PDF

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

Download [488.12 KB]

Você também pode gostar de…

Psicodrama público na contemporaneidade

Cenários brasileiros e mundiais
André Marcelo Dedomenico
Ângelo Borim
Anna Maria Knobel
e mais 12 autores
R$72,30

Nesta obra, Mariângela Pinto da Fonseca Wechsler e Regina Fourneaut Monteiro reúnem especialistas em grandes grupos para compartilhar suas experiências com psicodramas públicos realizados no Brasil e no exterior e refletir sobre elas. No encontro entre profissionais e comunidade, propostas coletivas, inseridas num contexto cultural e social, podem ser vividas e pensadas na esteira da utopia moreniana, que aponta nossa corresponsabilidade diante da realidade que vivemos. Obra indicada a todos os profissionais que trabalham em e com grupos, sobretudo àqueles que, utilizando a metodologia psicodramática, dedicam-se ao resgate da cidadania e à concretização da liberdade e da igualdade democráticas.

Psicodrama em espaços públicos

Práticas e reflexões
Ana Maria Fonseca Zampieri
André Marcelo Dedomenico
Antônio C. Cesarino
e mais 20 autores
R$70,60

Mariângela Wechsler e Regina Monteiro reuniram nesta obra especialistas em grandes grupos para compartilhar suas experiências em espaços públicos. Em 17 artigos, teoria e prática se entrelaçam de forma e didática, fornecendo ferramentas inestimáveis para todos os que pesquisam a área ou trabalham nela. O objetivo é transformar a comunidade e os psicodramatistas em agentes sociais, atores e autores de seus caminhos.

Teatro de reprise

Improvisando com e para grupos
Rosane Rodrigues
R$86,80

Esta obra integra as linguagens do teatro e do psicodrama para contar a trajetória de uma modalidade brasileira relativamente pouco estudada, que interage com o público de maneira improvisada, gerando real interlocução entre palco e plateia: o Teatro de Reprise. Também reflete sobre como acontece o processo de transformação, o aprofundamento de temas e até a aprendizagem mútua, na coconstrução e corresponsabilização propiciadas pela metodologia, por meio da mobilização do coconsciente e do coinconsciente grupais.

Intervenções grupais

O psicodrama e seus métodos
André Marcelo Dedomenico
Andréa Claudia de Souza
Anna Maria Knobel
e mais 13 autores
R$107,80

Este livro aborda a dinâmica de diversos tipos de grupo e oferece métodos para intervir em conflitos. O foco são métodos socioterapêuticos de ação com o objetivo de amenizar o sofrimento coletivo, fomentar o diálogo empático em famílias, instituições, escolas, empresas e contribuir para a justiça. Traz ainda reflexões sobre práticas relacionadas à psicoterapia psicodramática grupal, ao sociodrama e aos jogos dramáticos.

Sociodrama

Um método, diferentes procedimentos
Heloisa Junqueira Fleury
Marlene Magnabosco Marra
R$83,60

O sociodrama é um método criado por J. L. Moreno que permite a validação e a resolução de conflitos entre membros de um grupo. Partindo de sua experiência clínica, os autores deste livro mostram que existe uma maneira “brasileira” de colocar o sociodrama em prática, transformando-o em um dos instrumentos científicos de ação social.