‘ELE NÃO TE BATE, MAS… HASHTAG DISCUTE SINAIS CLÁSSICOS DE RELACIONAMENTOS ABUSIVOS’

Existe um tipo de violência que não deixa hematomas, cicatrizes ou marcas profundas na pele. Ela se manifesta por meio de gestos, censuras, olhares e atitudes que nada lembram a tradicional e brutal violência física. É uma ameaça invisível e implacável, imperceptível até mesmo para as vítimas que estão submetidas a algum tipo de abuso emocional e psicológico. Discutir e identificar relacionamentos abusivos é o objetivo da hashtag #EleNãoTeBate, que está ganhando força nas redes sociais. A ideia é mostrar que um relacionamento não precisa atingir um determinado nível de agressividade e desrespeito para ser considerado abusivo e violento.

Com o relato de experiências e traumas pessoais, mulheres têm compartilhado suas histórias e descoberto sinais clássicos de abuso emocional. “#EleNãoTeBate, mas repete o tempo inteiro que você é burra e não duraria muito tempo sem ele”, diz um dos posts publicados no Facebook. Você consegue adivinhar quantas mulheres já ouviram esse tipo de ameaça? É muito mais do que podemos imaginar, infelizmente.

Por isso, a conscientização é essencial para quebrar o ciclo de violência e abuso. As vítimas precisam ter consciência de que estão em relacionamentos tóxicos, sem perspectiva de melhora ou evolução. Separamos alguns dos melhores relatos com sinais de que você pode estar vivendo um relacionamento abusivo. Para ler mais, basta clicar na hashtag no próprio Facebook. Presta atenção!
Texto de Giovanna Tavares, publicado no Portal Vírgula em 16/06/2016. Para acessá-lo na íntegra: http://virgula.uol.com.br/comportamento/ele-nao-te-bate-mas-hashtag-discute-principais-caracteristicas-de-relacionamentos-abusivos/#img=1&galleryId=1077808

***

Para saber mais sobre violência psicológica contra a mulher, conheça:
.

10661FERIDAS INVISÍVEIS
Abuso não-físico contra mulheres
Autora: Mary Susan Miller
SUMMUS EDITORIAL 

Milhões de mulheres em todo o mundo sofrem uma violência não-física por parte de maridos e companheiros, nem sempre fácil de identificar e neutralizar: Intimidações, manipulação emocional e sexual, humilhações, chantagens financeiras, etc. Este livro expõe a existência do problema, oferece meios de identificá-lo e sugere alternativas para que a mulher possa fugir do pesadelo.
.

10719VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA NAS RELAÇÕES CONJUGAIS
Pesquisa e intervenção clínica
Autora: Adelma Pimentel
SUMMUS EDITORIAL

A violência psicológica que permeia a convivência dos casais é o tema deste livro. Essa modalidade de agressão aparece nas relações conjugais com intensa incidência e sem que seja reconhecida pelos cônjuges, sobretudo pela mulher. Visando estudar e combater o fenômeno, Adelma Pimentel caracteriza a violência psicológica e propõe a nutrição psicológica, por meio da Gestalt-terapia, para o enfrentamento da violência que atinge o casal.