CORREIO BRAZILIENSE SUGERE A LEITURA DOS LIVROS “MULHERES NEGRAS NO BRASIL” E “CECAN”

O jornal Correio Braziliense publicou no domingo, dia 25 de novembro, ampla reportagem sobre a militância do movimento negro em Brasília. A matéria, intitulada “Batalhas fragmentadas”, destaca questões históricas da luta contra o racismo. Ao final da reportagem, o jornalista sugere a leitura de dois livros da Selo Negro Edições: Mulheres negras no Brasil escravista e do pós-emancipação e Centro de Cultura e Arte Negra – Cecan. Clique no link para ler: http://goo.gl/m9Dk6

O livro Mulheres negras no Brasil escravista e do pós-emancipação, lançado recentemente pela Selo Negro, reúne artigos de 20 importantes especialistas na temática, cobrindo o Brasil de norte a sul em termos teóricos e no uso de fontes diversas. A coletânea passeia por cidades, plantations e áreas de mineração nos séculos XVIII, XIX e primeiras décadas do século XX. “São textos de pesquisa que dão conta não só de cidades, engenhos, fábricas, mansões, mas que fundamentalmente reconstroem cenários e desenham paisagens revelando sombras, suspiros e formas de vida, do corpo, da mente e da alma das mulheres na escravidão e nas primeiras décadas do pós-emancipação”, afirmam os organizadores da obra Giovana Xavier, Juliana Barreto Farias e Flavio Gomes.

Já o livro Centro de Cultura e Arte Negra – Cecan, nono volume da Coleção Retratos do Brasil Negro, apresenta pela primeira vez a biografia de uma entidade. A história do Centro de Cultura e Arte Negra – Cecan, que atuou na capital de São Paulo na década de 1970, foi marcada por um ideal: reforçar a importância da consciência étnica. Na obra, a mestre em ciências sociais, Joana Maria Ferreira da Silva, analisa a trajetória da organização que foi uma das primeiras entidades negras a trabalhar a ideia da negritude. 

Para saber mais sobre os livros, clique nas capas acima.

LANÇAMENTO DO LIVRO “CENTRO DE CULTURA E ARTE NEGRA – CECAN” NA LIVRARIA MARTINS FONTES

Imagem

O ESTADO DE S. PAULO DESTACA O LIVRO “CENTRO DE CULTURA E ARTE NEGRA – CECAN”

O caderno Sabático, publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo no sábado, dia 14 de julho, deu destaque para o livro Centro de Cultura e Arte Negra – Cecan. O volume 9 da Coleção Retratos do Brasil Negro apresenta pela primeira vez a biografia de uma entidade. A história do Cecan, que atuou na capital de São Paulo na década de 1970, foi marcada por um ideal: reforçar a importância da consciência étnica. Veja a nota publicada: http://goo.gl/Bvz88

Analisando as duas principais fases (1971-1974 e 1976-1981), a autora mostra a origem da entidade, a proposta de ação, a maneira pela qual o teatro foi utilizado como instrumento de conscientização e de denúncia, a criação do Jornegro – veículo importantíssimo para o movimento negro – e as atividades educacionais e culturais empreendidas por seus membros. Ela aponta, ainda, alguns motivos para o encerramento do Cecan, entre eles o fato de a entidade ter ficado restrita exclusivamente à comunidade negra. “Se de um lado ela foi de extrema importância, por possibilitar a libertação do negro do seu sentimento de inferioridade, conscientizando-o e permitindo-lhe romper com a ideologia racial dominante, de outro ela só conseguiu atrair o segmento de negros informados, da classe média, em detrimento dos negros mais pobres”, afirma.

A análise da autora está centrada em sua proposta de ação, baseada no tema negritude e identidade – ideia fundamental da organização ao longo de sua história. O livro parte da hipótese de que o Cecan esteve vinculado, originalmente, ao Teatro Experimental do Negro (TEN), tendo sofrido transformações, no decorrer de sua existência, tanto em seus instrumentos de atuação quanto em sua proposta de ação. Com base em pesquisas feitas em documentos da própria organização e de depoimentos dos fundadores e de alguns participantes, Joana reflete sobre os limites e as possibilidades da proposta do Cecan, supondo que organizações como essa fazem avançar o movimento negro.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/detalhes_livro.php?produto_id=1306

Para conhecer toda a Coleção Retratos do Brasil Negro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/colecao.php?colecao_id=38&colecao=%27Retratos%20do%20Brasil%20negro%27