AUTORES DAS COLEÇÕES PONTOS E CONTRAPONTOS E NOVAS ARQUITETURAS PEDAGÓGICAS AUTOGRAFAM NA LIVRARIA MARTINS FONTES, EM SÃO PAULO

A Livraria Martins Fontes (Av. Paulista-SP) e a Summus Editorial promovem no dia 30 de outubro, quinta-feira, o lançamento dos livros Ensino de matemática: pontos e contrapontos e Temas transversais, pedagogia de projetos e mudanças na educação. Das 19h às 20h, haverá uma apresentação das obras no auditório da livraria. Na sequência, acontece no térreo a sessão de autógrafos com a presença dos autores e organizadores, com encerramento às 21h30. A livraria fica na Av. Paulista, 509, São Paulo, próximo à estação Brigadeiro do metrô.

10953Ampliar e aprofundar a análise sobre a teoria e a prática do ensino da matemática, bem como suas dificuldades. Esse é o objetivo do livro Ensino de matemática: pontos e contrapontos. Além de apresentar diferentes e relevantes aspectos do ensino da matemática, o 11º volume da coleção Pontos e Contrapontos aborda tanto questões históricas quanto epistemológicas, sociais e políticas desse campo específico do conhecimento que tem impacto em todos os demais. Os professores Nílson José Machado e Ubiratan D’Ambrosio, mediados pela organizadora da coleção, Valeria Amorim Arantes, estabelecem um debate acadêmico em que analisam com profundidade questões cruciais e polêmicas relacionadas ao ensino da matemática.

10958Já o livro Temas transversais, pedagogia de projetos e mudanças na educação, segundo volume da coleção Novas Arquiteturas Pedagógicas, traz um profundo debate do professor Ulisses F. Araújo sobre os chamados temas transversais, articulados com a pedagogia de projetos e os princípios de interdisciplinaridade. Segundo ele, juntos, esses três elementos, podem apontar caminhos inovadores para a educação formal e uma ressignificação da prática docente. Nas últimas décadas, a sociedade vem passando por mudanças que impactam a sala de aula, o currículo das escolas e os próprios objetivos da educação. Para continuar ocupando o papel de destaque que a sociedade lhe destinou, a escola precisa inovar os conteúdos sem abrir mão dos saberes adquiridos ao longo dos séculos. O desafio é criar um modelo inclusivo e democrático.

 

Convite Ensino de matemática e Temas transversais

 

VEJA ENTREVISTA DOS AUTORES DO LIVRO “ENSINO DE MATEMÁTICA” PARA A TV UNIVESP

10953Os autores do livro Ensino de matemática: pontos e contrapontos (Summus Editorial), os professores Nílson José Machado e Ubiratan D´Ambrosio, participaram na quarta-feira, dia 8, do programa Educação Brasileira, da TV Univesp. Na entrevista, eles falaram da temática do livro, apontando os problemas da multiplicação das cadeiras, a fragmentação do currículo e a carência de se trabalhar tendo em vista a transdisciplinaridade. Assista ao vídeo abaixo com a entrevista na íntegra.

Ampliar e aprofundar a análise sobre a teoria e a prática do ensino da matemática, bem como suas dificuldades. Esse é o objetivo do livro. Além de apresentar diferentes e relevantes aspectos do ensino da matemática, o 11º volume da coleção Pontos e Contrapontos aborda tanto questões históricas quanto epistemológicas, sociais e políticas desse campo específico do conhecimento que tem impacto em todos os demais. Na obra, Machado e D’Ambrosio estabelecem um debate acadêmico em que analisam com profundidade questões cruciais e polêmicas relacionadas ao ensino da matemática.

Organizada pela professora Valéria Amorim Arantes, o livro discute questões como os conteúdos mínimos da matemática, suas possíveis relações com as visões aristotélica e platônica, o conceito de inter e transdisciplinaridade, métodos e técnicas e a formação de professores no contexto brasileiro, entre outras.

Seguindo a proposta da coleção, o livro está estruturado em três partes. Na primeira, cada autor discorre livremente sobre o tema, expondo seu ponto de vista. Em seguida, ambos trocam perguntas e respondem a elas. Na terceira parte, a professora Valéria lança novos questionamentos, gerando um debate profícuo e instigante. “Com o objetivo de trazê-los ainda mais para o chão da escola e para as práticas docentes, proponho que discorram sobre os conteúdos mínimos da matemática a ser ensinados nas instituições escolares, a formação dos professores no contexto brasileiro e o conceito de aprendizagem baseada em problemas no ensino dessa disciplina”, afirma a organizadora.

Para saber mais sobre o livro, acesse: http://bit.ly/ZTGsC0

SUMMUS LANÇA “ENSINO DE MATEMÁTICA”, DA COLEÇÃO PONTOS E CONTRAPONTOS

Ampliar e aprofundar a análise sobre a teoria e a prática do ensino da matemática, bem como suas dificuldades. Esse é o objetivo do livro Ensino de matemática: pontos e contrapontos , lançamento da Summus Editorial. Além de apresentar diferentes e relevantes aspectos do 10953ensino da matemática, o 11º volume da coleção Pontos e Contrapontos aborda tanto questões históricas quanto epistemológicas, sociais e políticas desse campo específico do conhecimento que tem impacto em todos os demais. Os professores Nílson José Machado e Ubiratan D’Ambrosio estabelecem um debate acadêmico em que analisam com profundidade questões cruciais e polêmicas relacionadas ao ensino da matemática.

Organizada pela professora Valéria Amorim Arantes, a obra discute questões como os conteúdos mínimos da matemática, suas possíveis relações com as visões aristotélica e platônica, o conceito de inter e transdisciplinaridade, métodos e técnicas e a formação de professores no contexto brasileiro, entre outras.

Seguindo a proposta da coleção, o livro está estruturado em três partes. Na primeira, cada autor discorre livremente sobre o tema, expondo seu ponto de vista. Em seguida, ambos trocam perguntas e respondem-nas. Na terceira parte, a professora Valéria lança novos questionamentos, gerando um debate profícuo e instigante. “Com o objetivo de trazê-los ainda mais para o chão da escola e para as práticas docentes, proponho que discorram sobre os conteúdos mínimos da matemática a ser ensinados nas instituições escolares, a formação dos professores no contexto brasileiro e o conceito de aprendizagem baseada em problemas no ensino dessa disciplina”, afirma a organizadora.

O professor Machado avalia, sob diferentes perspectivas, as dificuldades com o ensino de matemática. Ele presenta uma análise epistemológica, lançando mão de diferentes imagens, e alerta para a fragmentação do conhecimento escolar, somada à falta de significados do que se estuda e à falta de interesse dos alunos pelos conteúdos escolares. Na sequência, faz uma reflexão específica, apontando ações que podem ser eficazes na formação do cidadão. E finaliza com uma aproximação entre a matemática e os contos de fadas e a possibilidade de se transitar entre a realidade e a ficção nas aulas dessa disciplina.

Já o professor D’Ambrosio discorre sobre diferentes aspectos da educação e das instituições escolares, em particular sobre o ensino da matemática. Ele faz uma reflexão multifacetada, apresentando estudos comparativos de cognição, aspectos filosóficos, epistemológicos, históricos, sociológicos, políticos e religiosos, além de questões ambientais. Ao concluir, defende que a educação deve estar baseada em uma ética de respeito, solidariedade e cooperação para o convívio respeitoso, harmonioso e produtivo de varias culturas.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1388/Ensino+de+matem%C3%A1tica:+pontos+e+contrapontos

 

UMA CONVERSA SOBRE CIÊNCIAS

A edição de janeiro da revista Educação traz uma resenha sobre livro Ensino de ciências (Summus Editorial), escrito pelos educadores Nélio Bizzo e Attico Chassot. A doutora em Educação pela USP, Carla Marques Alvarenga de Oliveira, recomenda a leitura da obra, “tendo em vista seu alto valor para reflexão dos educadores preocupados com um ensino que privilegie a alfabetização científica para a cidadania”. Leia a íntegra da resenha: http://goo.gl/tsY8vh.

10891No livro, os educadores estabelecem um diálogo fundamental para a formação de professores de ciência no contexto brasileiro. Eles discutem de história e filosofia ao ensino de ciências com ideias diversificadas e complementares, apontando inovações e mudanças na busca de um ensino de qualidade. Organizada pela professora Valéria Amorim Arantes, a obra trata de um campo específico do conhecimento, iniciando uma nova fase da coleção Pontos e Contrapontos.

Com uma visão interdisciplinar, os autores abordam temas como a origem das espécies e do ser humano, o papel da Igreja na história da ciência, a dimensão social no desenvolvimento da ciência e dos conteúdos nas disciplinas científicas, as relações entre saberes populares e saberes científicos, e a formação de professores de ciências no contexto brasileiro, o androcentrismo no campo científico, interdisciplinaridade, transversalidade e aprendizagem baseada em problemas no ensino de ciências, entre outros.

Seguindo a proposta da coleção, o livro está estruturado em três partes. Na primeira, cada autor discorre livremente sobre o tema, expondo seu ponto de vista. Em seguida, ambos trocam perguntas e respondem-nas. Na terceira parte, a professora Valéria lança novos questionamentos, gerando um debate profícuo e instigante. “Com o intuito de trazê-los para o cotidiano escolar, proponho discutirem da eterna polêmica sobre os conteúdos a ser ensinados nas instituições escolares às mudanças que devem ser promovidas nos cursos de formação de professores de ciências no país”, complementa a organizadora.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1337/Ensino+de+ci%C3%AAncias:+pontos+e+contrapontos

Conheça outros livros da Coleção Pontos e Contrapontos, coordenada pela educadora Valéria Amorim Arantes:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/busca/pontos+e+contrapontos/all/0