BULLYNG: BRINCADEIRA X AGRESSÃO

Dora Lorch, psicóloga e autora do livro” Como educar sem usar a violência”, participa do programa Assembleia Debate: Bullyng: Brincadeira X Agressão. Assista ao vídeo abaixo:

10272    Para saber mais sobre o livro, acesse: http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1052/Como+educar+sem+usar+a+viol%C3%AAncia

PSICÓLOGA DORA LORCH FALA SOBRE A LEI DA PALMADA NA RÁDIO CBN.

Em entrevista ao programa CBN Madrugada, da rádio CBN, a psicóloga Dora Lorch, autora do livro Como educar sem usar a violência, comentou a aprovação da Lei da Palmada. Aprovada pelo Senado no início de junho, a lei, que pune castigos que resultem em sofrimento físico a criança, aguarda sanção da presidente Dilma Rousseff.

Ouça abaixo a entrevista:

 

10272Em seu livro, Dora propõe aos adultos aumentar o conhecimento e a compreensão em relação às crianças sob sua responsabilidade, estimulando uma nova postura na qual não haja espaço para os castigos violentos. Na obra, ela usa a psicologia para falar de birra, medo, mentira, vergonha e brincadeira e apresenta um singelo manual de boas maneiras – para pais e educadores.

Dora parte do princípio de que para lidar com crianças é preciso compreendê-las, saber o que se pode esperar delas, o que faz parte do seu desenvolvimento. A ideia é que, de posse desses conhecimentos, o adulto consiga escolher a forma mais adequada de agir e seja bem-sucedido na tarefa cotidiana de educar sem recorrer a qualquer tipo de violência, física ou verbal.

“Eu gostaria que o livro fosse como uma conversa entre amigas. Uma conversa sobre limites. Todos sabem que os limites são necessários, mas como colocá-los de fato, na prática?”, questiona Dora. No livro, ela traça algumas regras, mostra caminhos e utiliza um sem-número de exemplos, sempre muito pertinentes. O objetivo, diz ela, não é apresentar fórmulas prontas, mas mostrar princípios norteadores que permitam aos educadores em geral formar indivíduos confiantes e plenos de respeito pelo outro e pela vida.

Segundo a psicóloga, a pressão sofrida pelas crianças atualmente é enorme. “Pais e educadores exigem dos pequenos o rendimento máximo, na esperança de prepará-los para uma vida mais feliz e vitoriosa. O excesso de expectativas, contudo, acaba se traduzindo por um elevado nível de ansiedade, o que gera uma série de mal-entendidos — facilmente transformados em impaciência, conflito e violência”, diz Dora.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1052/Como+educar+sem+usar+a+viol%C3%AAncia

 

AUTORA DE “COMO EDUCAR SEM USAR A VIOLÊNCIA” PARTICIPA DO MULHERES, DA TV GAZETA

A psicóloga Dora Lorch, autora do livro Como educar sem usar a violência (Summus Editorial), participa do programa Mulheres, da TV Gazeta, nesta terça-feira, dia 29 de janeiro, a partir de 14h. Ela fala sobre como lidar com os ataques de birra das crianças.

Em seu livro, Dora afirma que é possível educar sem perder a paciência. Ela parte do princípio de que para lidar com crianças é preciso compreendê-las, saber o que se pode esperar delas, o que faz parte do seu desenvolvimento. A ideia é que, de posse desses conhecimentos, o adulto consiga escolher a forma mais adequada de agir e seja bem-sucedido na tarefa cotidiana de educar sem recorrer a qualquer tipo de violência, física ou verbal.

Eu gostaria que o livro fosse como uma conversa entre amigas. Uma conversa sobre limites. Todos sabem que os limites são necessários, mas como colocá-los de fato, na prática?”, questiona Dora. No livro, ela traça algumas regras, mostra caminhos e utiliza um sem-número de exemplos, sempre muito pertinentes. O objetivo, diz ela, não é apresentar fórmulas prontas, mas mostrar princípios norteadores que permitam aos educadores em geral formar indivíduos confiantes e plenos de respeito pelo outro e pela vida.

Segundo a psicóloga, a pressão sofrida pelas crianças atualmente é enorme. “Pais e educadores exigem dos pequenos o rendimento máximo, na esperança de prepará-los para uma vida mais feliz e vitoriosa. O excesso de expectativas, contudo, acaba se traduzindo por um elevado nível de ansiedade, o que gera uma série de mal-entendidos — facilmente transformados em impaciência, conflito e violência”, diz Dora.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro//Como+educar+sem+usar+a+violência