Para conscientizar os brasileiros de que é necessário prevenir enfermidades oculares, 26 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o glaucoma é a doença que mais causa cegueira irreversível. Além disso, cerca de 2% da população mundial com mais de 40 anos de idade é acometida pela enfermidade, cujos danos podem prejudicar o paciente pelo resto da vida. Atualmente, há 65 milhões de pacientes no mundo com glaucoma. Porém, com diagnóstico precoce e tratamento adequado, a chance de controlar a doença é alta. É o que explica o dr. Remo Susanna Jr. no livro Glaucoma – Informações essenciais para preservar sua visão (MG Editores, 2013).

 

A fim de evitar a doença, é preciso se precaver e realizar consultas periódicas ao oftalmologista, em especial após os 40 anos de idade. A informação é outra arma crucial: apesar dos esforços dos médicos, ainda há diversas crenças errôneas acerca do problema. Por isso, Susanna Jr. apresenta um capítulo especial dedicado a desmistificar enganos e inverdades sobre o glaucoma. A seguir, os três mitos mais comuns:

 

Mito n°1: Eu enxergo muito bem, portanto não tenho glaucoma.

Pensar dessa forma é um grande erro. O glaucoma é uma doença silenciosa: apenas quando está em um estágio mais avançado é que os sintomas começam a ser notados. Por isso é importante visitar o oftalmologista ao menos uma vez ao ano e realizar os exames de rotina.

 

Mito n°2: O glaucoma sempre leva à cegueira.

Se tratado da forma correta e se o paciente for cuidadoso, os casos de cegueira são pouco prováveis. Susanna Jr. afirma:

“Se você já recebeu o diagnóstico, basta ficar atento e seguir as instruções de seu médico. Lembre-se de que os exames de campo visual, imagem do nervo óptico e detecção de picos pressóricos são importantíssimos na avaliação periódica do glaucoma.” (p. 61 e 62)

 

Mito n°3: Existem poucas opções no tratamento do glaucoma.

Com o avanço da tecnologia, novas terapias surgem a cada dia. Entre as conquistas nesse campo, podemos citar: o tratamento a laser, novos medicamentos e colírios, combinações de remédios e cirurgias com baixo risco de complicações.

 

Outros mitos, como dizer que a enfermidade tem cura, que todos os portadores da doença têm pressão ocular elevada ou que os exames para glaucoma são cansativos e chatos podem ser consultados na obra do maior especialista brasileiro na área.

 

***

 

GLAUCOMA
Informações essenciais para preservar sua visão
Autor: Remo Susanna Jr.
MG EDITORES

O glaucoma, embora não tenha cura, se detectado precocemente pode ser controlado. Escrito pelo maior especialista brasileiro na área, este livro traz informações claras e precisas para portadores da moléstia e seus familiares. Entre os assuntos abordados estão os mitos mais comuns relacionados à doença, os principais tipos de tratamento e os recursos para melhorar a deficiência visual decorrente do problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Entre com seu e-mail para receber ofertas exclusivas do Grupo Summus!

    X