Texto parcial de matéria publicada originalmente no portal Dr. Jairo Bouer, em 29/06/2021.

Uma revisão feita pela Universidade do Texas (Estados Unidos) – e publicada no The Lancet – descobriu que usar a punição física para educar as crianças não é eficaz na prevenção de problemas de comportamento infantil. A prática causa aumento nos problemas de comportamento e outros desfechos ruins ao longo do tempo.

De acordo com o estudo, cuidadores de muitas partes do mundo punem fisicamente as crianças como resposta ao mau comportamento: 63% dos menores entre dois e quatro anos, aproximadamente 250 milhões de crianças, são regularmente submetidos a esse tipo de conduta.

Vale lembrar que, atualmente, 62 países proíbem a prática que, aos poucos, é cada vez mais entendida como uma forma de violência preocupante para a sociedade.

Problemas em vez de soluções

A equipe analisou diversos estudos envolvendo o tema, como espancamento, e excluiu comportamentos que pudessem constituir abuso físico infantil. Durante a análise foram encontradas amplas evidências que apoiam a declaração das Nações Unidas do Comitê dos Direitos da Criança que recomenda aos países acabarem com o uso de todos os tipos de punição física. 

Segundo os pesquisadores, não há indícios de que a prática seja boa para as crianças. Todas as evidências indicam que a punição física é prejudicial para o desenvolvimento e para o bem-estar dos menores.

A revisão analisou 69 estudos, a maioria estadunidenses, sendo oito de outras nacionalidades. Os cientistas descobriram que a punição física não estava associada a nenhum resultado positivo para as crianças e aumentava o risco de experimentarem violência severa ou negligência.

Sem benefícios em qualquer situação

O artigo aponta ainda que os esfechos negativos associados à punição física, como problemas de comportamento, ocorreram independentemente do sexo, raça, etnia e dos estilos gerais de paternidade dos cuidadores. Além disso, a magnitude dos desfechos negativos cresceu à medida que a prática era utilizada com mais frequência.

[…]

Para ler na íntegra, acesse: https://doutorjairo.uol.com.br/leia/punir-fisicamente-criancas-aumenta-problemas-de-comportamento/

.

Tem interesse pelo assunto? Conheça o livro:

.

COMO EDUCAR SEM USAR A VIOLÊNCIA
Autora: Dora Lorch
SUMMUS EDITORIAL

Toda criança precisa compreender o mundo em que vive, e pais e educadores devem fornecer exemplos diários de boa conduta e agir de maneira coerente com o que dizem. Mas muitos optam pela violência e pela humilhação para “ensinar”. Agindo assim, criam seres humanos sem capacidade crítica e também violentos. Usando a psicologia para falar de birras, medos, mentiras, vergonha, inconsciente e brincadeiras, a autora constrói um singelo manual de boas maneiras – para os pais. Prefácio de Ruth Rocha.

Entre com seu e-mail para receber ofertas exclusivas do Grupo Summus!

    X