Texto parcial de matéria publicada originalmente no portal Dr. Jairo Bouer,
em 22/03/2022.

A doença de Parkinson é uma doença neurodegenerativa que atinge a área do cérebro responsável pelo controle dos movimentos do corpo, provocando rigidez dos músculos e lentidão dos movimentos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que 1% da população mundial acima dos 65 anos conviva com a doença. No Brasil são cerca de 200 mil pessoas.

Por ser uma doença progressiva, os sintomas iniciais são sutis e aumentam gradualmente. Em geral, eles começam em um lado do corpo ou mesmo em um membro esquerdo ou direito. À medida que o quadro progride, ambos os lados são afetados.

Segundo o National Institutes of Health (NIH) – Institutos Nacionais de Saúde, em português –, o Parkinson tem quatro sintomas principais:

1. Equilíbrio prejudicado

Um dos primeiros sinais são as quedas frequentes. Com a instabilidade postural e a lentidão dos movimentos provocadas pela neurodegeneração, há o aumento dos tropeços em um indivíduo com Parkinson.

2. Tremor

O sintoma mais característico da doença de Parkinson é o tremor, que pode ocorrer nas mãos, nos braços, nas pernas, na mandíbula ou na cabeça. A grande maioria das pessoas associa imediatamente esse sintoma ao pensar na doença, entretanto, ele é apenas um dos indícios.

3. Rigidez dos membros e tronco

Muitas pessoas com Parkinson podem experimentar a impressão da musculatura estar sempre muito contraída. Pessoas com a condição frequentemente desenvolvem uma tendência de inclinar-se para frente ao andar e, com passos mais curtos, acabam arrastando os pés.

Além disso, há uma redução do balanço dos braços ao caminhar e uma maior dificuldade para iniciar ou continuar qualquer movimento.

4. Lentidão dos movimentos

Na prática, a pessoa com Parkinson se percebe mais lenta, com dificuldades de levantar de uma cadeira, por exemplo, ou com menos agilidade na hora de se vestir.

Normalmente, famílias e amigos percebem esse sintoma com mais facilidade ao notarem que a pessoa está mais lenta para realizar algumas atividades, como aquelas que envolvem a coordenação motora.

O Parkinson pode se manifestar através de outros sintomas, às vezes, antes mesmo do indivíduo experimentar a rigidez e o tremor, por exemplo. Alguns exemplos são: depressão e outras alterações emocionais, dificuldade de engolir, mastigar e falar, problemas urinários ou prisão de ventre, problemas de pele e interrupções do sono.

[…]

Para ler na íntegra, acesse:

https://doutorjairo.uol.com.br/leia/4-sintomas-da-doenca-de-parkinson/?utm_source=Feed%20UOL&utm_medium=site&xid=1500

.

***

.

Tem interesse pelo assunto? Conheça o livro:

.

CONHECENDO MELHOR A DOENÇA DE PARKINSON
Uma abordagem multidisciplinar com orientações práticas para o dia-a-dia
Organizador: João Carlos Papaterra Limongi
PLEXUS EDITORA

Um livro especializado, com textos atraentes, simples, dirigido ao leitor que precisa de mais informação do que aquela recebida no consultório médico. Esclarece as mudanças que a enfermidade ocasiona, auxiliando tanto o portador da doença quanto a sua família. Inclui informações sobre a doença em si, exposição ilustrada de exercícios físicos, recomendações para melhorar o desempenho no falar e esclarecimentos sobre alimentação adequada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Entre com seu e-mail para receber ofertas exclusivas do Grupo Summus!

    X