REVISTA ÉPOCA DESTA O LIVRO “LAÇOS E NÓS”

A edição de junho da Revista Época deu destaque para o livro Laços e nósAmor e intimidade nas relações humanas (Editora Ágora), da psicóloga Beatriz Cardella. A reportagem, intitulada “O outono do amor romântico”, fala de casais que se reencontraram depois de muitos anos e hoje celebram uma linda história de amor. Leia a íntegra: http://goo.gl/gxEw5.

O que fazer para um relacionamento dar certo? Quais os limites e os perigos que devemos evitar? Como solucionar os conflitos e evitar o sofrimento? No mundo atual, as expectativas quanto ao sucesso de uma relação são tantas que o amor tem ficado em segundo plano. No livro Laços e nós, Beatriz une mais de duas décadas de trabalho clínico em psicoterapia e sua experiência pessoal para falar de um dos maiores e mais sagrados mistérios: o amor. Longe de oferecer “receitas de sucesso”, a obra trata da relação humana como algo multifacetado e coberto de possibilidades. O que funciona para uma pessoa pode não funcionar para a outra, mas a vontade de aceitar com sinceridade a presença do outro em nós – bem como a imagem que ele nos devolve de nós mesmos – pode ser determinante para alcançar uma relação madura e criativa.

“Todos nós, de alguma forma, somos atravessados pela questão amorosa ao longo da vida e necessitamos uns dos outros para viver […]. Buscamos compreender nossa natureza e dar sentido a nossa existência, sendo nossas experiências relacionais muitas vezes marcadas pelo sofrimento e pela impossibilidade amorosa”, afirma Beatriz. Segundo ela, “o sofrimento reflete nossa condição de exílio, e o amor é a possibilidade de retorno para a casa natal”. “O amor acolhe o absurdo e a graça da condição humana”, diz.

De maneira contundente, a autora mostra principalmente o que o amor não é. Ao focalizar o sentimento sem sobrecarregá-lo com o peso do que é certo ou errado, ela possibilita ao leitor refletir sobre as próprias relações, tornando-o capaz de compreendê-las e transformá-las, bem como de acolher aspectos significativos da intimidade, entre eles o perdão, o companheirismo e a aceitação.

A metáfora embutida no título do livro ilustra bem a condição atual dos relacionamentos. Para Beatriz, os laços são as relações que estabelecemos na vida e que nos ligam profundamente às outras pessoas. Os nós, por sua vez, são os conflitos e impedimentos que precisam ser superados para atingirmos o real significado dos laços. O problema é que os nós nem sempre são desfeitos facilmente, e muitas vezes acabamos desistindo antes de tentar.

Para saber mais sobre o livro, acesse:
http://www.gruposummus.com.br/gruposummus/livro/1158/La%C3%A7os+e+n%C3%B3s